Goleiro entrega e Real Madrid vence o Liverpool por 3 x 1 e conquista a Liga dos Campeões

O Espanhol Real Madrid e o inglês Liverpool reeditaram neste sábado o considerado jogo do ano pelo apelo natural, pelas cifras envolvidas e, sobretudo, por ser um duelo envolvendo dois gigantes do futebol da Europa e do mundo batendo de frente pela conquista da a 63ª edição da Liga dos Campeões da Europa. Os dois clubes juntos somam simplesmente 17 títulos de Liga dos Campeões — 12 do Real e cinco do Liverpool. Além disso, 21 das 62 finais do torneio, ou seja, quase um terço — tiveram a presença do Real ou Liverpool.



O Liverpool, do técnico alemão Jürgen Klopp, buscava o seu sexto título de Liga dos Campeões. Já o Real Madrid, maior campeão da história da competição correu atrás da 13ª conquista. As duas equipes já se enfrentaram em uma final europeia no passado. Em 1981, na final da Copa dos Campeões da Europa (antigo nome da Liga dos Campeões), o Liverpool venceu o Real Madrid por 1 a 0.

Primeiro tempo com Liverpool começou melhor dominando a partida, no entanto, dos 30 minutos o time inglês perdeu sua estrela principal, o egípcio Mohamed Salah que se machucou no ombro em disputa de bola com Sergio Ramos. A partir daí, Real sumiu de produção inicialmente equilibrou a partida, no entanto, no final do primeiro tempo já era o melhor em campo.

No segundo tempo, o jogo desandou completamente com duas falhas do goleiro alemão Karius e o Real Madri fez 3 x 1 com Benzema abrindo o placar, Mané ainda empatou, mas Bale que entrou segundo tempo marcando dois gols deu o triunfo do time espanhol, sendo o segundo gol marcado em grande estilo de bicicleta.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*