É uma vergonha o Bahia usar time reserva numa competição internacional

"Perder para um time sem nenhuma expressão internacional"

Não há justificativa plausível para o Bahia poupar os principais atletas, para disputar um jogo internacional, como o desta quarta-feira, contra o Blooming-BOL, pela Copa Sul-Americana. 22 países vendo um jogo medíocre desse!

É assim que o presidente Guilherme Bellintani tem a intenção de tornar o clube conhecido no mundo inteiro?! Que belo cartão de visita! Ora bolas, faça-me um garapa de limão sem açúcar!

Guto e a direção do Esporte Clube Bahia, continuam pisando na bola! O Guto, este é um engodo, é um profissional acovardado, continuo achando que não deve ser o técnico que desejamos, para comandar o Tricolor de Aço, nas competições que se avizinham!

A direção só tomará providências, quando o time entrar na corda bamba, quando a calculadora entrar em ação!
O elenco, é enganoso: Allione, é o jogador mais preguiçoso, displicente, sem alma de um verdadeiro argentino!



Régis, é um jogador de que parece que está em fim de carreira, não desempenha em campo, no mínimo 30 minutos, de um futebol de qualidade! Uma lástima!

Douglas Grolli, Élber que foi que avaliaram esses caras? Como torcedor, sinto vergonha de ver em campo um time que não representa o meu amor ao clube!

Perder para um time sem nenhuma expressão internacional, parece que uma rotina na história do Bahia em competições internacionais. Então para quem disputá-las, para passarmos vergonha! Guto é um técnico, caseiro, só ganha jogando em casa e olhe lá!

E se domingo os poupados perderem o jogo, o que esse senhor Guto, irá dizer? Qual será a nova injustificável, justificativa! Tô rezando para o ‘Menguinho’, levar Guto com ele com vim jogar por aqui contra o Vitória da Bahia! Oh, felicidade!

Lázaro Sampaio, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Futebol Bahiano.

Deixe seu comentário