CARTA ABERTA AO ESPORTE CLUBE VITÓRIA – BASQUETE

A Rede Vitória Sem Fronteiras enviou à diretoria do Esporte Clube Vitória manifesto afirmando a importância que o BASQUETE ganhou junto ao clube e torcedores, bem como a expectativa de que a relação seja mantida e positiva para Vitória e Universo.

“CARTA ABERTA AO ESPORTE CLUBE VITÓRIA

‘O êxito do projeto de Basquete no NBB ultrapassa os resultados das quadras e se espalha em conquistas desportivas “além dos muros dos ginásios”, sociais, de valorização e exposição da marca etc.’

Recentemente foi divulgada entrevista do presidente do Esporte Clube Vitória, Ricardo David, ao site Arena Rubro-negra, suscitando dúvidas sobre a continuidade do time profissional de basquete, que representa o clube no NBB. A mera possibilidade do encerramento deste projeto exitoso e de ampla repercussão logo ganhou as redes sociais e o que se presenciou foi uma enxurrada de manifestações de torcedores pela manutenção da parceria Vitória/Universo, que culminou na elaboração de uma petição publica virtual, que circula na internet: http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR105719.

Com apenas três anos de atividade, o basquete Vitória/Universo alcançou os playoffs em todas as edições que participou, com destaque para o honroso terceiro lugar no NBB 2017. Essa bem-sucedida trajetória ultrapassa os resultados das quadras e se espalha em conquistas desportivas “além dos muros dos ginásios”, sociais, de valorização e exposição da marca etc.



Não é de conhecimento público o custo que o Basquete gera aos cofres do Esporte Clube Vitória, mas segundo trecho transcrito na reportagem a ameaça residia exatamente no “interesse do clube em modificar as bases contratuais, reduzindo assim as despesas…” Louvável em qualquer política gestora moderna, o bom uso dos recursos, responsabilidade financeira e equilíbrio fiscal, mas mesmo sem publicidade nos valores envolvidos, é fácil deduzir que não se trata de algo exorbitante, além de que, em contraponto a modernidade alardeada em campanha, a medida de extinção de um projeto tão bem sucedido representaria um enorme retrocesso.

Mesmo às escuras, propondo um exercício, não é difícil imaginar que, por exemplo, o custo do investimento do ECV em todo o time de basquete se trate de algo inferior ao salário de 95% dos jogadores do elenco do futebol profissional.

Estamos falando de toda uma modalidade custando menos, bem menos, do que um único jogador do futebol! Considerando estes referenciais o retorno se torna imensamente superior ao investimento despendido:

1) Adesão do torcedor e formação de novos adeptos – Nenhuma a contrapartida pode ser maior para um clube de futebol do que o anseio do seu torcedor. É impressionante a quantidade de torcedores que acompanham a modalidade, in loco, ou pelas transmissões da TV e Facebook. Em pouco tempo de profissionalização, o basquete se transformou em outro canal de orgulho e identidade do torcedor. Além disso, é fonte de atração e consequente fidelização de torcedores que não se interessavam pelo futebol direta ou isoladamente, mas se identificam através deste ou outro esporte.

2) Exposição da marca – Além das transmissões ao vivo pelo maior canal esportivo do país (Sportv), pela Band e pelas redes sociais, o NBB gera mídia espontânea ao clube em matérias nacionais e especialmente locais (a TV Bahia sempre tem realizado cobertura da campanha do time).

3) Clube Mutidesportivo – A consolidação do ECV no basquete e outras modalidades, que seguem sendo praticadas, mesmo no campo amador, cristaliza o “DNA” de clube multidesportivo da instituição, pioneira na prática de dezenas de modalidades na Bahia. Isso também contribui diretamente para a evidência da marca em diferentes lugares e momentos e junto a diversas “tribos e culturas”.

4) Impacto social – A junção do basquete com o bairro de Cajazeiras gerou uma simbiose, que interfere diretamente na autoestima da comunidade. É nítida a sintonia e orgulho dos moradores da localidade por serem a sede do basquete rubro-negro e, na essência, baiano! Com a euforia e influência criada, é fácil imaginar que um trabalho de base bem desenvolvido na região, facilmente legará a Bahia a formação de talentos de destaque nacional no basquete!

Diante de tudo isso consideramos imprescindível que Vitória e Universo sigam esta parceria de sucesso, que acendeu a paixão pelo basquete nos torcedores rubro-negros.

Para finalizar, deixamos esta imagem do jogo em Brasília no dia 1º de fevereiro de 2017, uma representação forte deste envolvimento.

ESTAMOS CONTIGO EM QUALQUER LUGAR!”


Rede Vitória Sem Fronteiras

Deixe seu comentário