Guto elogia meia e afirma: “Ele não era respeitado como é nesse ano”

Após marcar seu primeiro gol pela equipe principal do Bahia no triunfo sobre o Botafogo-PB, por 2 a 0, pela Copa do Nordeste, o meia Marco Antônio se prepara para disputar o seu primeiro clássico BA-VI, neste domingo, às 16h, na Arena Fonte Nova. O jogador de apenas 20 anos foi incorporado ao elenco principal na temporada passada, mas somente em 2018 vem conquistando seu espaço e ganhando o respeito dentro do grupo, “algo que ele não tinha no passado”, na opinião do técnico Guto Ferreira.

“Muito feliz por ele. Esse menino no primeiro treino do ano, nós chegamos para ele e falamos: “Marco, que bom que você acordou. Se você continuar seguindo nessa pegada, em algum momento você vai colher”. Ele ouviu e seguiu treinando forte. Foi ganhando o respeito que ele não tinha. Ele já estava no plantel no ano passado, mas não era respeitado como é nesse ano, justamente porque trabalhou muito, ouviu bastante, teve humildade, carregou pedra e agora está fazendo trabalhos muito importantes”, disse.



“Para mim, esta [contra o Botafogo-PB] foi a melhor partida dele no profissional e não foi pelo gol. Ele já tinha feito uma bela partida contra a Juazeirense, hoje ele aguentou um pouco mais. Está ganhando ritmo, ainda não tem o ritmo dos noventa minutos, ainda está se descobrindo ganhando aquela situação, pois o jogo é muito mais intenso e ele joga com alta intensidade. Eu prefiro que ele não dose mesmo, que ele dê 60 minutos, pois nesse tempo, se ele conseguir assim trazem um ganho, um equilíbrio defensivo e, em muitas situações, desequilíbrio ofensivo ao adversário e isso é importante. Ele se movimenta muito, aparece nos espaços, cria os espaços. Ele está aparecendo, está ganhando confiança para fazer uns golzinhos, domingo ele meteu na trave e hoje meteu para dentro”, analisou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*