Guto destaca espírito de luta do Bahia: “9º jogo invicto, 5º triunfo seguido”

O comandante ainda elogiou a atuação do atacante Júnior Brumado

Após o triunfo sobre a Juazeirense, de virada e no instantes finais da partida, o técnico Guto Ferreira destacou em entrevista coletiva a força do grupo e o espírito de luta para buscar os 3 pontos – mesmo com o estado ruim do gramado e depois de sair perdendo. Além disse, citou a importância do 5º triunfo consecutivo e 9º jogo sem derrota. Segundo o treinador, o Esquadrão foi superior nos 90 minutos. O comandante ainda elogiou a atuação do atacante Júnior Brumado, que saiu do banco para marcar o segundo gol.

“Estávamos muito melhores no jogo. Praticamente, éramos nós que tínhamos criado as chances de gols. Estava controlado o jogo ofensivo deles e aí nós tivemos um erro e acabamos tomando um gol. E aí a equipe sentiu a partir desse gol, deu uma queda acentuada no primeiro tempo. Só que as alterações no intervalo, a força do grupo e o espírito de buscar…Esse é o espírito do Bahia que a torcida pede de lutar até o últimos segundos sempre. O grupo está de parabéns. Todas as dificuldades do campo, da equipe deles que vive bom momento e a situação de virar o jogo quando não é possível com a boia no chão, que é forte do Bahia… Parabéns a André Luís e Cláudio, que trabalham muito essa questão. Já é o segundo ou terceiro jogo que o Bahia vem decidindo nesse tipo de lance. Desde o surgimento dessa camisa branca, com uma manga azul e outra vermelha o Bahia não tinha ganhado [risos]. Quebramos mais um tabu. Que bom. Foi o nono jogo invicto. E quinto triunfo consecutivo. Importantíssimo”, disse.

Veja outros pontos abordados por Guto:

Evolução

– Eu acho que a evolução foi significativa em termos de espírito, de disposição, e acho que também em termos de jogo. A gente fazia um bom jogo. Muitas situações que nos atrapalhavam para fazer um jogo melhor, um jogo no nível que fizemos contra o Conquista, por exemplo, ou mesmo contra o Náutico. Acho que esse perfil de jogo, você carece de um piso mais adequado. A equipe criou situações. Segundo tempo jogamos praticamente o tempo todo em cima dos caras.

Brumado

– Entrou bem no jogo, a gente tem que ter calma, nem os profissionais estão 100% prontos. Pronto é da fase que o jogador está vivendo. Vamos construindo, e tenho certeza que eles vão nos ajudar bastante.

 

Próximos jogos

– Temos que ir para o pau, não dá para fugir da responsabilidade. É descansar. Quarta temos o retorno certo de Zé Vinícius. Vamos avaliar quem não vai jogar, temos condição de escalar Becão e Edson, que vão estar disponíveis. E sábado, novamente, vamos ver o que vamos ter, se Tiago vai estar recuperado. Mena é um pouco mais lento o processo, Gregore saiu sentindo situação aí. Que não seja nada grave. Que a gente possa montar time competitivo e possa brigar pela liderança.

João Pedro no meio

– João Pedro é um jogador que já, inclusive na Chapecoense jogou mais nessa função que na lateral. É um jogador de força. É o que a gente buscava aqui. Tem no aspecto físico alguma similaridade com Zé Rafael. Só que ele não conseguiu se soltar, não conseguiu desenvolver aquilo que a gente buscava.

Time desfalcado

– Influencia. O time vinha ganhando corpo com uma formação e aí, à medida que você muda determinadas peças, quebra um pouco aquele conjunto que começava a se alinhavar. Você busca soluções em cima de características semelhantes, e eu não vou colocar culpa neles, o campo era meio difícil, atrapalhou bastante a situação dos jogadores poderem se encontrar da melhor maneira. Mas graças a Deus que nas trocas a gente conseguiu encontrar o modelo que conseguiu o triunfo.

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. http://4giftsnet.pl/lonely-planet-st-petersburg-540.php

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*