Vídeo: Após ser acusado de declaração racista, Edilson Capetinha se explica

"Minha família é negra. Meus melhores amigos são negros", disse

O atacante Edilson Capetinha, com passagens por Vitória e Bahia e campeão mundial com a seleção brasileira em 2002, insinuou na última sexta-feira ao programa do canal Fox Sports, que goleiros negros são mais propensos a falhar, algo que gerou muita polêmica nas redes sociais, com muitas pessoas metralhando o ex-jogador.

Nesta quarta, por telefone, ele comentou suas declarações: disse que não considera as colocações racistas e alegou que apenas repassou uma “brincadeira comum no meio do futebol”. O assunto do debate, quando Edilson fez os comentários, era Jailson, goleiro do Palmeiras. Edilson questionou, no programa, se Jailson realmente é o titular palmeirense, sendo que o goleiro foi campeão brasileiro sendo titular e de forma invicta, e segue sem perder em 2018.

“Todo mundo sabe que isso não existe. Até acho (o Jailson) um grande goleiro. Minha família é negra. Meus melhores amigos são negros, o Vampeta e o Amaral. Como vou ser racista? É coisa de resenha. Não penso isso. Não tem nada a ver. Não falei com o Jailson, porque acho que nem tem necessidade. Nem vi ele comentando alguma coisa. Tenho certeza que não ficou chateado.” se explicou.

Veja abaixo o comentário polêmico:

“Ele (Jailton) não é titular, gente: ele tá como titular, mas não é o titula. Zinho, você me falou do goleiro negão uma vez. Eu não esqueço disso. A gente tava jogando, Guarani e Palmeiras, e jogando, jogando, jogando, e o goleiro fazendo milagre, pegando cada bola. Aí eu passo por ele (Zinho) dentro do jogo: “Zinho, tu não vai fazer gol hoje?” Aí ele falou: “Esse goleiro é negão, daqui a pouco ele erra”. Aí 43, chutaram uma bola de longe, a bola entrou, e ele passou por mim correndo, comemorando: “Tá vendo o que eu falei? É goleiro negão. Goleiro negão sempre toma um gol. Dida não era negão. É pardozinho. (…) Tem coisas no futebol que vocês não jogaram, vocês não entendem. Goleiro negão é igual… Rapaz… Tá bom, depois vocês vão dizer”.

O EX-JOGADOR SE EXPLICOU

 

“Eu estava comentando que a torcida do Palmeiras prefere o Prass, que o carinho da torcida é muito grande. E falei que é uma coisa que no meio da gente é muito comum, e vocês, jornalistas, sabem que rola. Mas quando fala uma coisa dessas, é em tom de piada. O torcedor do Palmeiras ficou achando que é direcionado. Falei que na história do futebol se comenta isso, deve ser por causa do Barbosa na Copa de 50 (goleiro que falhou na final contra o Uruguai). Mas não quer dizer que sou racista. Apenas narrei uma coisa de jogo”, disse Edilson, por telefone.

ASSISTA AO VÍDEO:

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Eco-Beauty Eco-Fashion Eco-Home Eco-Wedding Eco-Life Verte Luxe Eco-Luxury The Root Collective Corc Yoga LesRuches Sage LaRock The Noces Dr. Lily Ros

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*