Maior placar já visto em BAVI no Barradão: Vitória atropelou o Bahia em 2005

O grande destaque daquele BAVI foi o atacante Zé Roberto

Domingo acontece o primeiro BAVI de 2018 e nada melhor do que relembrar alguns clássicos marcantes, como o épico 6 a 2 do Vitória sobre o Bahia no Barradão, na época a maior goleada aplicada pelo time rubro-negro nos últimos 57 anos (em 02/07/1948 o Vitória goleou por 7×1 no campo da Graça).

Aconteceu em 20 de fevereiro de 2005, diante de um público de 9.702 pagantes. O jogo era apenas mais um da fase classificatória onde a dupla liderava seus grupos, e o Leão na época comandado pelo técnico Renê Simões não tomou conhecimento do rival aplicando o que foi naquela ocasião e é até hoje o maior placar já visto em jogos entre os rivais no estádio Manoel Barradas.

O JOGO:

Logo aos 4 minutos de bola rolando, o Vitória aproveitou os erros da defesa tricolor e abriu o placar com o atacante Alecsandro de cabeça, logo depois o lateral Edílson acertou uma cobrança de falta no ângulo do goleiro Márcio que nada pode fazer para evitar o segundo do Leão. Depois de sofrer dois gols, o Bahia tentou reagir, e Dill diminuiu de cabeça aos 17 minutos. Até aí tudo normal e até parecia que viria o empate. O Esquadrão foi para cima com tudo e deixou sua defesa desguarnecida, acabando por levar o 3º com Gilmar aos 32 minutos, fechando o placar no 1º tempo em 3 a 1.

No segundo tempo, havia a expectativa de que o Bahia fosse para cima na busca pelo empate, no entanto, o que se viu foi um baile rubro-negro com direito a show de Zé Roberto, Edílson e cia. Logo aos 4 minutos Gilmar marcou novamente, fazendo o 4º do Vitória. Claudiomiro anotou o 5º depois de mais uma jogada de Zé Roberto, neste instante a torcida do Bahia já se levantava e deixava o Barradão e nem presenciaram o 6º gol aos 32 minutos, com Leandro Domingues. o Bahia ainda diminuiu nos acréscimos com Fernando Miguel, mas nada que tirasse o brilho da goleada.

O grande destaque daquele BAVI foi o atacante Zé Roberto, que bagunçou em campo, deu “caneta”, assistência e fez gol, ainda expulsou o meio campista Luis Alberto depois de um nó desconcertante, sendo parado com falta dura.


Ficha técnica:

Vitória 6×2 Bahia

Data: 20/02/2005
Local: Barradão
Arbitragem: Manoel Nunes Lopo Garrido, assistido por Alessandro Mattos (Fifa) e Belmiro da Silva.
Preliminar: Vitória 0x2 Bahia (Campeonato Baiano de Juniores).

Gols: Alecsandro, aos 4min, Edilson, aos 10min, e Dill, aos 17min, e Gilmar, aos 32min do 1o tempo; Gilmar, aos 4min, Claudiomiro, aos 11min, Leandro Domingues aos 32min, e Fernando Miguel, aos 47min do 2o tempo.

Cartões amarelos: Edilson, Felipe, Xavier, Sandro, Vinicius, Fernando Miguel, Allyson, Viola e Paulinho.
Cartão vermelho: Luís Alberto, aos 27min do 2o tempo.

Vitória: Felipe; Edilson, Marcelo Heleno, Claudiomiro e Sandro; Vinícius, Xavier, Arivélton (Leandro Domingues) e Zé Roberto (Magnum); Gilmar e Alecsandro (Danilo Bueno). Técnico: Renê Simões.

Bahia: Márcio; Paulinho (Marcos Vinícius), Neto, Alysson e Bruno; Fernando Miguel, José Magno (Luís Alberto), Cícero (Ernane) e Guaru; Dill e Viola. Técnico: Hélio dos Anjos

Veja os lances daquele BAVI

Deixe seu comentário

1 Comentário

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. istanbul escort
  2. polished concrete floor cost
  3. 바카라사이트 쿠폰

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*