Hernane lava a alma, Bahia atropela o Conquista e Guto respira aliviado

Com seis gols todos no segundo tempo, o Esquadrão massacrou o Bode

Foto: Felipe Oliveira

Sofrido em um tempo, Irreconhecível no outro. Este foi o Esporte Clube Bahia que atropelou nesta quarta-feira o Vitória da Conquista, na Arena Fonte Nova, jogo que lembrou muito aquela final do Campeonato Baiano de 2015, porém, apenas no placar. O jogo desta noite teve um cenário bem diferente. Se naquela ocasião o Esquadrão começou arrasador, hoje o time iniciou com o marasmo de sempre, a cara do técnico Guto Ferreira, SOFRIDO, levando para o intervalo um sofrido 0 a 0 e uma sonora vaia do torcedor.

No segundo tempo, o cenário foi outro, o Bahia mudou da água para o vinho, voltou totalmente diferente, mais criativo, mais agressivo, querendo jogar bola, e aplicou um sonoro 6 a 1 no Bode, com direito a um hat-trick do “brocador” Hernane que definitivamente lavou a alma e voltou a balançar as redes após quase um ano. A última vez foi em abril de 2017.

Com o resultado, que até o momento valeu por todos os outros jogos no ano, o Bahia saltou da 6ª posição para o terceiro lugar, agora com 8 pontos, dando um respiro no Campeonato Baiano. Resultado importante e no momento certo, dando um alívio e uma motivação extra para o BA-VI do próximo domingo, dia 18, no estádio do Barradão.

Assim como vinha acontecendo nos jogos anteriores, o Bahia não conseguiu criar no primeiro tempo, em campo um time totalmente perdido, desorganizado, sem padrão de jogo, o que não era uma novidade. Diga-se, a única jogada de perigo saiu dos pés do meia Vinícius, que obrigou Leandro a operar grande defesa, sem falar no gol perdido pelo atacante Kayke – que não estava num dia bom – e desperdiçou uma grande oportunidade ao estilo Mustela Putórius Furo, o Furão. Fora esses dois lances, nada que merecesse registro ou que se tirasse proveito.

O Bahia voltou para o segundo tempo com desacreditado Hernane no lugar de Kayke, e quis o destino que o “Brocador” saísse do banco para se tornar o nome do jogo e iniciar sua reabilitação justamente numa partida de suma importância para sobrevivência do técnico Guto Ferreira no cargo. Primeiro o atacante viu Zé Rafael abrir o placar em bela cobrança de falta, depois contou o faro de gols para emplacar três gols em sequência em três lances de puro oportunismo. Ainda deu tempo para o atacante Flávio Caça Rato fintar toda defesa tricolor e fazer o de honra do Bode. Mas a reação parou por aí e foi o Tricolor quem voltou a balançar as redes com Régis e Vinícius, fechando a conta e passando a régua.



VEJA:

Veja o festival de gols do jogo Bahia 6 x 1 Vitória da Conquista

Deixe seu comentário

5 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bahia massacra conquista em noite do brocador;Veja resultados
  2. รับทำเว็บไซต์
  3. hidden wiki url
  4. 메이저안전놀이터
  5. 카지노쿠폰

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*