Guto sobre Hernane “Se foi para o banco e não jogou, tem que treinar”

Hernane foi titular apenas na partida diante do Bahia de Feira

Na mira do Fluminense, que procura um substituto para Henrique Dourado – que, por sua vez, será anunciado pelo Flamengo, o atacante Hernane “Brocador” anda sem moral no Esporte Clube Bahia. Dono de um dos maiores salários do elenco e fora da lista de relacionados nos últimos três jogos do Esquadrão (contra Jacuipense, Flu de Feira e Altos), seus dias podem estar contados. A última vez que entrou em campo foi na derrota para o Bahia de Feira, onde saiu no intervalo e vaiado.

Após o triunfo sobre o Altos do Piauí na última terça-feira (30), o técnico Guto Ferreira comentou as ausências do jogador nos últimos jogos.

“Porque ele também tem que treinar. Se você só foi para o banco e não jogou, tem que treinar”, resumiu.

Mesmo com o rodízio de jogadores nas partidas, o atacante sequer aparece nas relações. Guto voltou a explicar esse revezamento, contestou a sequência de jogos no apertado calendário brasileiro e projetou o grupo melhor fisicamente para enfrentar o Jacobina. Bahia e Jacobina se enfrentam no próximo domingo (4), às 16h (horário de Salvador), no estádio José Rocha, pela quarta rodada do Campeonato Baiano.

“Retomando equipe, muitas diferenças. Enfim… Uma série de situações diferentes, jogadores que precisam se adaptar e os jogadores que estiveram comigo precisam se readaptar ao modelo de trabalhar. Existe um processo e não são doze dias que fazem isso. Nossa maratona é gigantesca. É desumano. Um jogo a cada três dias é desumano. Você não descansa. A gente não está 100% negativo porque eu mudei os jogadores. São horas importantes. Temos dois dias a mais. Serão horas importantes. Próximo jogo serão quase 100 horas. Vamos estar com eles zerados até domingo. Vamos ver aí”, explicou.

VEJA:

Hora do Adeus?! Bahia quer grana para liberar Hernane ao Fluminense

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*