Bahia decide ressarcir os torcedores lesados no Barradão

Dalmo Carrera

Um aspecto pouco considerado no vergonhoso BA-VI do Barradão no último Domingo, foi o torcedor. O sujeito inocente acreditou na promessa que assistiria um jogo de futebol ( o maior clássico do Norte/Nordeste e coisa tal) e quando chega no Barradão, viu 50 minutos de jogo e na seqüência, alguns minutos de luta livre, catiripapos, socos, chutes, pontapés e um dos atletas comemorando um gol marcado de pênalti “tentando trepar com o vento”, igual a cachorro, aqueles ainda inexperiente e sem pontaria ideal para sua primeira aventura sexual.

Não bastasse tudo isto, um dos galos, o frouxo de coleira vermelha e preta, decidiu por vontade própria, abandonar a rinha e o torcedor sem alternativa, precisou abandonar o estádio sem receber por aquilo que pagou na sua integralidade.

Se é em num cinema, em um show, certamente a delegacia de defesa do consumidor estaria lotada até agora. Mas é aquela coisa de sempre, futebol não obedece à lei dos mortais, utiliza-se de leis próprias, e nos casos do surrupio, o delito é tipificado apenas como catimba e o torcedor nunca é considerado, mesmo sendo ele, a parte fundamental para aquilo que a promoção estrategicamente chama de espetáculo.

O Bahia pelo menos, decidiu reparar parte dos prejuízos do seu torcedores, quando anunciou através do seu site oficial, hoje à tarde que as “vitimas” do engodo, digo, os torcedores que foram ao clássico Ba-Vi do último domingo (18), no Barradão que não acabou, e ainda tiver de posse do canhoto do ingresso daquela coisa vergonhosa, pode trocar por um bilhete de entrada para o jogo contra o Náutico que acontece quinta-feira (22), pela terceira rodada do Campeonato Baiano. A troca, que já foi iniciada, será na Central de Atendimento ao Sócio, no shopping Capemi atè às 19h desta quarta.

Resta esperar que a direção do Vitória, tenha uma postura semelhante e devolva pelo menos parte dos valores surrupiados dos seus torcedores no já próximo Domingo na partida contra o Jacobina. É o mínimo que se espera de uma suposta direção dita como séria, e que de fato respeita aos seus torcedores.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*