Atacante se diz chateado com diretoria do Vitória após ser dispensado

Gabriel iniciou sua carreira nas divisões de base do Fluminense

O atacante Gabriel Pereira, de 21 anos, não pertence mais ao clube rubro-negro. O clube baiano decidiu encerrar o vínculo do jovem atleta que iria até dia 30 de abril. A rescisão, inclusive, já foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Gabriel nunca teve chance no profissional. Em 2017, foi emprestado ao Fortaleza, onde atuou 23 jogos e marcou 4 gols. O bom desempenho fez com que a comissão técnica pedisse o retorno do jogador que se apresentou em janeiro junto com o elenco principal. No entanto, menos de um mês depois acabou recebendo a triste notícia, muito lamentada pelo atleta. Ele disse ter ficado chateado com a dispensa e ratificou o desejo de ficar no clube, o que não aconteceu.

Gabriel iniciou sua carreira nas divisões de base do Fluminense. Ele desembarcou no Vitória em 2015 para integrar a equipe sub-20. Pelo profissional, o jogador atuou em três partidas e não marcou nenhum gol.

“A diretoria me ligou e pediu para que eu me apresentasse em janeiro. Ouvi que eu estava nos planos do clube. Aí depois de uns dias fui comunicado que eu não seria aproveitado. Fiquei chateado, pois gostaria muito de ficar, de ter mais oportunidades e poder mostrar meu futebol. E também poderiam ter falado antes que não me queriam. Eu queria ficar, mas é isso. Vida que segue. Sou muito grato ao Vitória e espero voltar um dia. Já existem algumas propostas e estou analisando junto com o meu empresário. No Fortaleza não apareceu nada até o momento, pois mudou de treinador e de diretoria. Acho que ate a próxima semana irei definir o meu futuro”, disse o jogador.

 

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*