Para o Altos e Avante! Altos-PI 0x2 BAHIA

Bahia broca, acalma Torcida e dá sobrevida a Guto

Fala, Nação Tricolor!

Mais um jogo horroroso do nosso Bahia em 2018. Porém, dessa vez, veio o resultado positivo.

Após o vexame do empate em PituAço contra o Flu de Feira, a única coisa que a Torcida esperava nesse jogo de terça às 21:45h, era um triunfo. Aliás, que horário de corno é esse, Esporte Interativo e TV Aratu? O peão sai do estádio às 15 pra meio-noite, correndo pra pegar o último buzu. Melhorem isso, na moral.

Mas em campo a expectativa era um só: brocar o campeão piauiense, lá no Piauí. Porém foi preciso paciência.

Guto escalou um lateral esquerdo improvisado na direita e quase queimou o cara. Mena fez um primeiro tempo horroroso pra cobrir o buraco deixa pelas contusões de Nino e João Pedro. Em um dos lances fez a única assistência certa, dele, no jogo. Para o adversário que chegou de frente pra Douglas e chutou pra fora. Na zaga, a dupla titular do ano passado batia cabeça com os atacantes dos caras. Léo foi o único do sistema defensivo a passar confiança (e esperança) para quem assistiu aqueles tenebrosos primeiros 45 minutos.

No intervalo, a Corneta Nossa de Cada Dia, “comeu no centro”. Quatro jogos e meio e em apenas um dos tempos (de 45 minutos) o Bahia havia feito gol, pelo Baiano, naquele sofrível 2×1 ante a Jacuipense. Muito pouco para um ataque onde a torcida já brincava com a azarada sigla REZE (Régis, Edgar, Zé e Elber). Curiosamente, até aquele momento, nenhum dos 4 havia feito um golzinho sequer, no ano. O primeiro tempo se encerrava com pouca coisa aproveitável para “os melhores momentos” do jogo, vindo da parte do Bahia. Foi triste. Um chute de Vinicius de fora da área e só.

O segundo tempo chegou e com ele o alento da Nação Tricolor.

Kayke entrou voando em campo. Correndo, brigando, disputando todas bolas, entrou com vontade de vencer. Algo diferente do apresentado na primeira etapa pelo trio de ataque Tricolor, Edigar, e Elber.

Gregore acertou um pombo sem asa, mas o goleiro Gedeão salvou. Depois a zaga entrega e os caras chegam de cara com Douglas, mas o cara isolou.
Pouco depois, escanteio pros caras e no contra-ataque saiu o primeiro gol do Tricolor na Copa do Nordeste. Vinicius dá um banho de cuia no marcador e toca por cima dos zagueiros pra o pique de Kayke. O sacaninha correu o campo todo e brocou. 1×0 pra gente!

Vibra, seu Aderbhal. Gol, porra!

Quando o jogo já se encaminhava para um gude preso clássico, Léo dispara pela lateral esquerda e toca caindo pra Kayke. O garoto domina, gira e toca com carinho pra Zé Rafael tranquilizar o coração do Gordiola. 2×0. E foi só.

 

 

Bora Baêa Minha Porra!

Não, não está tudo certo. Está um mangue. O time está longe de ser considerado “mais ou menos”. Taticamente parece um bando em campo. O trio de atacantes do primeiro tempo parecia sonolento. Nenhum chute a gol de nenhum dos 3. Não podemos viver de lampejos de Léo, Gregore e Kayke.

Guto Ferreira parece ter ganho uma sobrevida com esse triunfo. A Torcida TALVEZ não cante “Adeeeus, Gutoooo!” no próximo jogo, por causa do triunfo de hoje. Mas assim como acredito ser cedo para pedir a saída daquele que “nem deveria ter voltado”, acho cedo também pensar que o pior já passou. Com cinco jogos ninguém sabe quem são os titulares do Bahia, e cada Torcedor escala seu time.

Partiu, Jacobina. Vamos buscar esses 3 pontos no Ednaldinho pra aliviar as coisas também na competição menos importante do ano. BBMP!


Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com
Montagem: ESC3d

Deixe seu comentário

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Buy Strattera (Atomoxetine) 60mg & 80mg Capsule - ADHD Treatment
  2. Read More Here
  3. tree removal nashville tn

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*