Robinho é condenado a nove anos de prisão por violência sexual

O abuso teria acontecido em 2013 quando atuava pelo Milan.

O atacante Robinho, do Atlético-MG, foi condenado a nove anos de prisão pela Justiça de Milão, acusado de ter cometido ‘violência sexual em grupo’, em 2013, época em que atuava pelo Milan. O abuso teria acontecido sobre uma jovem albanesa, na época com 22 anos, em uma discoteca, segundo informações do diário La Gazzetta dello Sport.

O jogador, que atuou pela seleção brasileira na Copa de 2010, foi acusado do crime com outras cinco pessoas. Em 2014, quando o caso veio à tona, Robinho já havia desmentido as acusações. Atuando pelo Santos, ele afirmou que tudo era “muito triste”. O atacante já havia sido acusado de estupro em 2009, quando defendia o Manchester City, da Inglaterra. Na época, a polícia desmentiu o caso após investigação.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*