Presidente do PFC-Cajazeiras dispara contra decisão de clubes baianos

"Isso é conversa para boi dormir", disse o mandatário.

O presidente do PFC-Cajazeiras, Marcos Manassés, deputado estadual pelo PSB, disparou contra a forma de votação dos clubes baianos que optaram de forma unânime por apenas um único rebaixado e, desta forma, uma vaga somente de acesso à elite do futebol baiano de 2019. Os dez clubes integrantes da Série A do Baianão votaram à favor de ter apenas um rebaixamento, em decisão que foi tomada durante a reunião dos clubes, na última quarta, na sede da Federação Bahiana de Futebol.

“Isso é conversa para boi dormir. Apenas os clubes da primeira divisão é que votaram. Mas a votação está dentro da lei, estão temos acatar”, declarou em entrevista ao Bahia Notícias. “Temos 10 times no estado da Bahia, que de profissional só Bahia e Vitória, que disputam a primeira divisão do Campeonato Brasileiro e a Juazeirense que chegou na Série C. Os demais se consideram profissionais, mas, na verdade, são amadores. É triste, porque poderíamos ser uma das potências no cenário nacional”

Os clubes que vão disputar a Série A do Baianão em 2018 são: Atlântico, Bahia, Bahia de Feira, Fluminense de Feira, Jacobina, Jacuipense, Jequié, Juazeirense, Vitória e Vitória da Conquista. Vice-campeão da Série B em 2017, ao perder a final para o Jequié, o PFC-Cajazeiras vai tentar o acesso em 2018. O formato e as datas da Série B do próximo ano ainda serão definidos pela FBF.

Deixe seu comentário