Após tropeço do Vitória, Mancini tira o corpo fora: “Essa dívida não é nossa”

Treinador se eximiu de culpa e lembrou campanha ruim do 1º turno.

Engraçado. Quando tudo são flores, todos querem reconhecimento, ser elogiado. Estar por cima da carne seca, é bom, no entanto, quando as coisas começam à desandar, o mais viável para alguns é tirar o corpo fora e jogar a responsabilidade para outro, claro. Assim fez o técnico Vagner Mancini, após novo tropeço do Vitória no Campeonato Brasileiro, agora empatando com o Cruzeiro no Barradão e se complicando na competição, com possibilidade de terminar a rodada no Z-4.

Após o duelo deste domingo, Vagner Mancini tratou de lembrar a campanha ruim do 1º turno para tentar, quem sabe, justificar o possível rebaixamento, caso venha a acontecer. O treinador admitiu que a situação é muito difícil na luta contra o rebaixamento, mas se eximiu de culpa.

“Estamos pagando uma dívida que não é nossa. O Vitória, no primeiro turno fez 12 pontos. Agora, essa dívida está pesada, difícil de ser paga. Todo mundo tem que entender que essa dívida não é nossa”, disse.

Sobre a atuação do time, o técnico admitiu que o Cruzeiro foi superior, porém, destacou a atitude e luta dos jogadores do Vitória, apesar da “viagem longa e desgastante” que, segundo ele, atrapalhou. Mancini também comentou o próximo duelo, contra a Ponte Preta, jogo com status de final de Copa do Mundo, muito importante para as pretensões do Leão que é permanecer na Série A.

“Depois que fizemos o gol, o cruzeiro só não empatou ou virou o jogo porque tivemos sorte em alguns lances. Na primeira etapa o Cruzeiro foi amplamente superior. Na segunda etapa, o Vitória equilibrou o jogo, passou a ter chances no ataque. Não faltou atitude. Vi o Vitória querendo, brigando. Vi um time desgastado, fizemos uma viagem longa, mas vi uma equipe com vontade. Temos que exaltar a entrega dos atletas, que tem sido o ponto forte. Um jogo com muita pressão. Sabemos que vamos enfrentar um adversário que vai lutar com todas as forças, joga em casa. Temos que fazer de tudo para conseguir a vitória sobre a Ponte. Acreditamos piamente que o Vitória vai escapar (do rebaixamento)”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*