Vitória: Inicio de mudanças, coragem e postura???

O Esporte Clube Vitória obteve o resultado que dele se esperava, é verdade que parte desde DESEJO tinha como base para sustentação aquela fé sempre inabalável do torcedor que acredita que seu time vai vencer mesmo quando todos os santos estejam negando o amém. O triunfo contra o Sport-PE foi fantástico pelo que representou e pelas consequências positivas que pode propiciar como a chegada da fé, a elevação do nariz e o abrandamento da desconfiança do torcedor.

O que não pode fazer é o que aconteceu na rodada passada quando venceu o Atlético-MG e três dias depois vestiu saia e abriu as pernas para o Botafogo. Contra o Santos na quarta-feira, o pecado não pode acontecer. Pé atrás e ausência dos três pontos será imperdoável. Joga na sua casa, certamente com uma maior presença e participação dos seus torcedores, além disso, o adversário Santos deixou de ter três pernas há quase duas décadas ainda que no momento ocupe a quarta posição com 13 pontos.

Mas qual foi o caso do Vitória, sempre aputado longe de casa e de uma hora outra levantar e abater outro da sua espécie dentro de sua jaula.? De onde saiu esse DE-REPENTE? Eu confesso que não sei.

Mas o Marcelo Ferraz explica!

Inicio de mudanças, coragem e postura??? até que fim Gallo definiu um esquema tático e um estilo de jogo diferente do legado de Argel…. pedi o ano todo para o Vitória esquecesse o esquema 433 e passasse a utilizar de um esquema tático que houvesse preenchimento do meio campo….


Desta vez Gallo me surpreendeu teve a coragem que não vinha tendo até então na sua ainda breve passagem pelo Vitória. Armou um time com o meio campo composto, coeso, lutando e fechando os espaços… embora tenham tido algumas falhas de posicionamento, seria o esquema certo para se trabalhar e corrigi-las com o tempo.


Mas ainda sim vejo necessidade de um meia nato de criação, ao menos dois… sempre gostei da atuação do lateral Geferson recuado… acho que o mesmo reforça bem o esquema defensivo, desde que jogue recuado e com esse objetivo ( já que a força ofensiva dele deixa a desejar)…


Espero que Gallo tenha coragem para manter o esquema e corrigir algumas falhas de posicionamento como a de Neilton que deveria se manter mais próximo à área já que na sua primeira entrevista como jogador do Vitória disse ser sua principal características se manter próximo a área cair com velocidade pela diagonal e finalização, coragem para deixar Kieza alguns jogo no banco

Marcelo Ferraz amigo do BLOG