Enfim, o melhor venceu

A imagem pode conter: 1 pessoa, praticando um esporte e atividades ao ar livre

Que jogo ontem foi uma partida de um time só, que a todo momento foi superior ao rival, trabalhou a bola e fez seu jogo. Não foi a melhor partida do Bahia, mas foi a mais eficiente do tricolor, bem montado taticamente e controlado emocionalmente, o esquadrão conseguiu enfim, ser o melhor em campo e no placar. 

Guto foi previsível no papel, porém taticamente o time se comportou muito bem, trabalhou a bola, teve calma, paciência e os gols saíram naturalmente. A equipe foi totalmente coletiva, chegou ao ataque pelos lados, pelo meio e por todos os setores do campo. Coletivamente o time foi fantástico, o Vitoria não deu um chute a gol em 90 minutos em campo, foi massacrado pelo Bahia que não deu chances ao rival. 

Todo o elenco do Bahia está de parabéns, seria injusto dizer quem foi o melhor em campo, já que todos trabalharam bem na medida do possivel, a defesa trabalhou muito bem, os volantes foram implacáveis defensivamente e ofensivamente, os meias a todo momento procuraram o jogo e Edgar Junio foi um gigante no ataque. 

Como eu disse nos outros textos, o Bahia com 11 é superior ao Vitoria, tem um grande repertorio de jogadas, trabalha a bola e é um time mais lucido em campo, o rubro negro é um time que depende muito de jogadas individuais e bolas alçadas na área, não tem identidade tática e não consegue trabalhar a bola no meio de campo. Argel terá que trabalhar muito com esse elenco, vai precisar contratar em quase todos os setores do campo. 

DESTAQUE: 

Guto Ferreira- Quando o time perde, ele é duramente criticado, quando o time ganha da forma que ganhou, nada mais justo parabenizar o comandante tricolor. Foi superior a Argel em todos os jogos, porém o futebol não é merecimento e sim por eficiência, ontem o time foi melhor e foi o mais eficiente, muito por culpa do seu treinador. 

Parabéns nação, o esquadrão merece seu apoio! 

Deixe seu comentário