O injustificado reinado de Hernane como titular do Bahia

Fico TRISTE e DESANIMADO quando em todas as perspectivas para o Baêa em 2017 aparece o HERNANE de forma UNÂNIME e INCOMPREENSÍVEL como intocavelmente titular. Meus DEUS será que estou enxergando futebol com óculos embaçado e diferentemente dos outros vejo o que não existe?

Gostei das contratações das laterais, dos volantes, dos meias, mas falta atacantes que passem a confiança que serão decisivos quando precisarmos. Dos disponíveis, confio inteiramente no Edigar Junio, mas agora complicou já que lesionado desfalcará o Bahia por muitas rodadas e fará falta. Este sim já provou ter qualidades e sem dúvida seria titular. O Diego Rosa é uma interrogação e prefiro esperar para ver se dará certo; o Gustagol por mais que não seja quem esperávamos para a posição, vejo como impossível ser mais INOPERANTE e PREJUDICIAL que o ex-brocador HERNANE.


Enfim, se nada mudar em relação às opções disponibilizadas, tudo indica que continuaremos reféns dos gols do Juninho e esporadicamente dos outros que vierem de traz. Graças a DEUS que não dependeremos dos EMBUSTES do Renato Cajá e Tinga, mas sofreremos ainda com o Hernane, espero que no máximo até o fim do Campeonato Baiano.

Quanto às questões táticas, sobre as contratações tão questionadas e analisadas nos últimos dias não adianta conjecturar, é preciso esperar, já no quesito tático  o Guto Ferreira é previsível e não surpreende, mesmo tendo no elenco jogadores que podem mudar a forma de jogar de acordo o adversário ou a necessidade do momento.

Nada mudou, continua a mesma incompetência dos donos das ações e normativa aceitação por parte dos amáveis e subservientes súditos.

Lourival Leal DE Paulo, torcedor do Bahia, amigo e colaborador do Blog.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*