Especial Leão do Nordeste II: 1997, Leões Galáticos!

INTRODUÇÃO:

O bicampeonato veio de um modo especial, em cima do time de Itinga confirmando a superioridade técnica, estrutural, física e financeira. Nessa edição o campeonato era composto e organizado pela CBF. Dessa vez não teve “mimimi” do time de Itinga que disputou com o que tinha de melhor.

O CONTEXTO:

Em 1997, o Banco EXCEL Econômico veio com força e descarregou uma grana sob o Vitória montando um dos melhores elencos do Brasil. Na Base funcionava a fábricas de talentos muitos atletas retornara depois de vencer dois torneios internacionais. O Futebol e o Campeonato Baiano, está cheio de expectativas pois Paulo Carneiro buscou incentivos financeiros para fortalecer o Vitória e a competição. O campeonato seria disputado em sistema mata-mata, começando com oitavas-de-final. Fortaleza e Ceará disputariam a fase preliminar para decidir qual time entraria de fato no certame. O Campeão do Torneio Disputaria a Copa Comebol.


O ELENCO: 

Goleiros (Nilson, Zé Carlos, Adriano e Fábio Costa)

Zagueiros (Moas, Jr.Tuche, Emerson, Flávio Tanajura, Vandercir), 

Laterais (Russo, Esquerdinha, Rubens, Eliomar e Ademir)

Volantes (Fernando, Renato Nascimento, Matuzalém, Marcone, Hélcio e Marquinhos)

Meias (Preto, Gil Baiano, Ueslei, Chiquinho, Adoilson, Bebeto Campo e Eron)

Atacantes (Bebeto “Tetra”, Túlio, Agnaldo, Evando, Wilson e Saulo)

Obs: Petkovic chegou depois do campeonato regional

A CAMPANHA:

Primeira Fase

Vitória 3×1 Confiança

Confiança 1×2 Vitória –

Segunda Fase

Santa Cruz 3×4 Vitória 

Vitória 2×0 Santa Cruz –

Semi-Final

Ceará 3×3 Vitória

Vitória 3×2 Ceará



Final

Bahia de Itinga 2X1 Vitória

Vitória 3×0 Bahia de Itinga


Em 1997 o Vitória fez mais uma bela campanha e conquistou o segundo título. O campeonato teve a participação dos campeões e dos vices de seis estados: Alagoas, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. A grande final, o Vitória venceu o Bahia por 3 a 0 e conquistou o primeiro dos seus cinco títulos. Os gols da partida foram marcados por Ueslei, Gil Baiano e Chiquinho. As duas partidas ocorreram na Fonte Nossa.

DESFECHO:

Este mesmo time foi 9 colocado do Brasileirão(entre 26 equipes) que na época teve o Palmeiras como campeão, só não foi mais longe graças a ambição de Paulo Carneiro que vendeu Bebeto e Túlio antes do término da competição quando o Vitória estava entre os classificados. O Vitória foi eliminado nas Quartas da Copa do Brasil pelo Grêmio(2×2/2×0) que foi o campeão do Torneio, antes da eliminação ele havia derrotado o Botafogo/RJ (3×0) e São Paulo (2×0/2×2). Além de ter participado da Copa Comebol (Sul-Americana), onde eliminou o Esportivo Luqueno(PARAGUAI), vencendo por 2×0 e 4×1 porém foi vencido nas Quartas pelo Lanus que reverteu o placar 1×0, quando venceu por 3×1 o Leão da Barra. Esse mesmo time foi Tri-Campeão Baiano goleando o rival de diversos placares 

Com a consagração o Leão da Barra trouxe para Bahia, o bicampeonato, em 2017 o maior campeão participa da Competição, dessa vez o mais terrível algoz do Nordeste está de volta, com contratações de peso E MAIS UMA VEZ parece o time a ser batido. QUE VENHA MAIS UM NORDESTÃO.

Por: Tuaregue, torcedor do Vitória e colaborador do Blog.

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Preto Casagrande: ídolo do Ba-Vi - BANCO DE RESERVAS

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*