Esquema de apostas: Atacante ex-Vitória é banido do futebol brasileiro

A punição vale apenas para o futebol brasileiro, portanto, Catatau pode seguir atuando em outro país.

Foto: Divulgação/Sampaio Corrêa

Mais cinco jogadores investigados na Operação Penalidade Máxima foram julgados nesta terça-feira pela 5ª Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Com passagem pelo Esporte Clube Vitória, o atacante Ygor Catatau, que atualmente defende o Sepahan, do Irã, foi banido do futebol brasileiro. Os auditores do tribunal identificaram o jogador como intermediário do grupo de jogadores do Sampaio Corrêa.

 

A punição vale apenas para o futebol brasileiro, portanto, Catatau pode seguir atuando em outro país. O advogado Felipe Macedo, que representou Catatau, disse que vai recorrer da pena. Além do centroavante, foram julgados mais quatro jogadores. O lateral Mateusinho, que atua no Cuiabá, foi suspenso por 720 dias e multado em R$ 50 mil. O zagueiro Paulo Sérgio, de 34 anos, também pegou 720 dias mais multa de R$ 70 mil.

O zagueiro Allan Godói, ex-jogador do Sampaio Corrêa e hoje no Operário (PR), foi absolvido, já que as provas foram insuficientes. O volante André Queixo foi punido em multa de R$ 50 mil. Ele trasnferiu-se para o Nam Dinh, do Iraque, depois de atuar pelo Ituano no início de 2023. Cabe recurso ao Pleno do STJD em todos processos julgados nesta terça.

Veja o resumo das sentenças:

Allan Godói – zagueiro – hoje no Operário (PR) – absolvido

André Queixo – volante – hoje no Nam Dinh (Iraque) – multa de R$ 50 mil

Mateusinho – lateral – hoje no Cuiabá (MT) – 720 dias, multa de R$ 70 mil

Paulo Sérgio – zagueiro – hoje no Operário (PR) – 720 dias, multa de R$ 70 mil

Ygor Catatau – atacante – hoje no Sepahan (Irã) – eliminação, multa de R$ 70 mil

Autor(a)

Fellipe Amaral

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: [email protected]

Deixe seu comentário