Thalisson Kelven garante estar “muito bem” em retomada no Vitória

"Período muito difícil, queria agradecer a fisioterapia, preparação física", disse.

Zagueiro volta a figurar como opção defensiva no Vitória após recuperação de lesão no ombro sofrida diante do Brasil de Pelotas
Foto: Pietro Carpi / EC Vitória / Divulgação

Aos poucos, o departamento médico do Esporte Clube Vitória tem sido desocupado por atletas importantes no elenco. A princípio, é o caso do zagueiro Thalisson Kelven, que demonstrou segurança nas três partidas disputadas pelo clube. Nesse ínterim, contratado há mais de dois meses, ele se recuperou de lesão no ombro nesta semana e está apto para disputar o próximo jogo. Em contrapartida, afastado das quatro linhas durante 10 partidas, mais da metade de um turno, o defensor retorna buscando a titularidade. Anteriormente, ele ganhou vaga na equipe titular constantemente até se machucar.

“Período muito difícil, queria agradecer a fisioterapia, preparação física que me apoiaram bastante. Nessa transição consegui melhorar essa parte física. Creio que estou à disposição para começar jogando ou entrar na partida. Isso fica a critério mais do professor”, comentou Thalisson.

Ciente da possibilidade de voltar aos jogos no banco de reservas, sobretudo pela boa fase do jovem Mateus Moraes, parceiro de zaga do experiente capitão Wallace, ele garantiu estar “muito bem” tanto fisicamente tal qual psicologicamente.

“Tanto tecnicamente quanto psicologicamente, estou muito bem. Acompanhei bastante, estava fora, mas presente no dia a dia. Estava participando dos jogos. Creio que estou bem preparado para essa sequência que a gente vai ter”, revelou o defensor.

Análise do trabalho do novo técnico do Vitória

Como espectador das partidas, o zagueiro, de 23 anos, assistiu o terceiro triunfo do Vitória na Série B do Campeonato Brasileiro 2021, no último sábado (21). Na ocasião, a equipe rubro-negra venceu o Guarani, por 1 a 0. Questionado sobre o trabalho do técnico Wagner Lopes no clube, Thalisson Kelven assegurou o entendimento do grupo com o comandante.

“Creio que desde a chegada do professor Wagner, a gente veio melhorando defensivamente. No jogo contra o Vila Nova, sem tomar gol; contra o Guarani ganhando sem tomar gol. Professor vem sendo bem importante. Creio que nós zagueiros estamos crescendo bastante, os laterais, volantes. Ele vem fazendo trabalho muito bom para dar segurança e confiança para a gente nas partidas”, avaliou, como resultado, o jogador.

Por fim, com a chance de fazer sua quarta partida com o manto do Leão da Barra, o zagueiro pode entrar em campo no próximo domingo (29). Afinal, o Vitória visita o Náutico, no Estádio Eládio de Barros Carvalho (Aflitos), às 16h, pela 21ª rodada da Segunda Divisão do certame nacional.
Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*