Bahia anuncia meia argentino com passagem por Flamengo e Sport

Ele fechou contrato até o final de 2022 com o Esquadrão

O Esporte Clube Bahia anunciou na tarde desta sexta-feira (16) mais um reforço estrangeiro para a sequência da temporada. Trata-se do meia-atacante argentino Lucas Mugni, de 29 anos, que acumula passagens por Flamengo e Sport, e estava atuando no  Gençlerbirligi, da Turquia. Ele fechou contrato até o final de 2022 com o Esquadrão. Mugni será o quinto estrangeiro no elenco atual do Tricolor, que já conta com o também argentino Germán Conti, os colombianos Índio Ramírez e Hugo Rodallega, além do paraguaio Óscar Ruiz.

 

Nascido na mesma cidade (Santa Fé) e formado na mesma equipe (Colón) do zagueiro Germán Conti, Lucas Andrés Mugni surgiu com tanto destaque no futebol da Argentina que teve seu nome especulado por gigantes da Europa e foi comprado pelo Flamengo, em 2014, quando assinou por quatro temporadas e recebeu a camisa 10. Além do rubro-negro carioca, defendeu Newell’s Old Boys-ARG, Rayo-ESP, Everton-CHI, Lanús-ARG e Oriente Petrolero-BOL até retornar ao Brasil para atuar pelo Sport Recife, em janeiro de 2020. Um dos destaques do time pernambucano, terminou se transferindo para a Turquia, onde jogou pelo Gençlerbirligi neste início de 2021.

Comentários:

3 Comentário

  1. Impressionante como Bellitani, não consegue tirar um jogador da serie B. Edu do Brusque, em 10 partidas balançou as redes 8 vezes. Não poderia trazer o jogador? Este DAD do Bahia, deveria ser chamado de dado, ou seja, só contrata se for jogador dado, oferecido, de graça.

  2. Torcedor tricolor, pode esquecer contratações de impacto, pois o Presidente Guilherme Bellitani, em entrevista ao Repórter Manoel Pititinga, afirmou que o torcedor terá que se conformar com estas contratações mea boca, porque não vai endividar o clube tipo Cruzeiro, Vasco, Botafogo, Atlético Mineiro. Citou ainda que, o Clube paga um percentual ao Banco Oportunit, sempre que negocia um atleta. E, que, a antiga Empresa emissora de ingressos, acionou uma dívida que já está em 21 milhões (eram 6 milhões), fora mais 15 milhões do ex fabricante de camisas.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*