Sport pode cair na 1ª fase da Copa do Nordeste pela terceira vez

Sport-PE precisa vencer os dois jogos e secar os concorrentes do Grupo B

Foto: Marlon Costa / Pernambuco Press

Sempre listado entre os times com potencial elevado para conquistar a Copa do Nordeste, o Sport-PE finalmente ganhou a primeira partida na competição, ainda assim, às duras penas. Com um gol de pênalti já nos acréscimos, o time comandado pelo técnico Jair Ventura venceu o arquirrival Santa Cruz no Estádio do Arruda, pelo placar de 2 x 1. O resultado acabou sendo potencializado pela derrota do Botafogo-PB que proporcionou a retirada do Leão da Ilha da lanterna do Grupo B, agora com 5 pontos. O time segue vivo e aceso, no entanto, as suas chances de classificação são remotíssimas já que não depende apenas de si, e a engenharia dos resultados necessários, a princípio, beira a casa do improvável.

 

Com cinco pontos conquistados, o Sport, tricampeão da competição nos anos 1994, 2000 e 2014, terá dois jogos pela frente sendo um deles uma autêntica pedreira precisando vencer ambos. Inicialmente o time pernambucano encara o Ceará no próximo sábado, em Recife, e encerra sua participação enfrentando o Treze, no Estádio Governador Ernani Sátyro, em Campina Grande, na Paraíba.

O Leão pernambucano participou de 14 edições da Copa do Nordeste desde a estreia da competição, na temporada de 1994. O torneio passou por diferentes formatos de disputa ao longo dos anos, mas esta é a pior campanha Sport no torneio regional quando somou 5 jogos sem triunfos. Para se classificar, precisará vencer os dois últimos jogos e secar os concorrentes, contando com uma combinação de resultados.

No Grupo B, o líder é o Fortaleza, com 11 pontos, e o Sport só alcança se vencer duas e o Leão do Pici perder as duas partidas, além de tirar uma diferença no saldo de gols. Já no caso de CSA e Vitória, 2º e 3º, respectivamente, o Sport precisa vencer as duas e torcer para alagoanos e baianos não venceram mais nenhuma vez na competição. Caso CSA e Vitória vençam uma partida, chegarão aos 12 pontos e não poderão mais ser alcançados pelo time pernambucano que só chega aos 11. Na hipótese de dois empates do CSA e duas vitórias do Sport, a equipe de Pernambuco se classifica pelo critério do número de triunfos. O mesmo caso se aplica ao Vitória.

Nesse momento, o principal foco do Sport é no ABC, que é o 4º colocado do Grupo B com 8 pontos, sendo o mais próximo de alcance, porém, vale frisar que o time potiguar tem ainda três jogos para disputar, já que tem uma partida a menos, contra o 4 de Julho dentro de casa. Se o ABC fizer 4 pontos, aí o Sport já não tem mais como alcançá-lo. Se ambos empatarem em 11 pontos, fica na frente quem tiver o saldo melhor. Além das equipes do G-4, o Sport tem que torcer também para que Salgueiro e Altos, 5º e 6º, não façam 6 pontos. Ou seja, a missão do Leão da Ilha é bem difícil. Na história do torneio, o Sport caiu na primeira fase em duas oportunidades.

No ano de 1998, terceira edição do torneio, o Sport ingressou no Grupo D, e acabou terminando a primeira fase na 3ª colocação, com 10 pontos (3 vitórias, 1 empate e 2 derrota). Nesse ano, o América-RN comandado por Athurzinho sagrou-se campeão vencendo na final do Vitória. Apenas os dois primeiros se classificavam (ABC e Fortaleza, com 13 e 11 pontos, respectivamente). A outra eliminação do Leão Pernambucano na 1ª fase foi no ano de 2002. Foram 16 equipes inseridas no mesmo grupo e apenas os quatro primeiros avançavam de fase. O Sport terminou como 10º colocado, com 20 pontos. Se classificaram Vitória, Bahia, Náutico e Santa Cruz. O Tricolor Baiano foi o campeão vencendo na final o Vitória (3 a 1 e 2 a 2).

Já na fase moderna da Copa do Nordeste (desde 2013, quando passou a ser chancelada pela Confederação Brasileira de Futebol), o Sport nunca caiu na primeira fase. Em 2013, liderou o Grupo B e chegou até as quartas de final, sendo eliminado pelo Campinense. Em 2014, foi vice-líder do Grupo D e avançou até a final, conquistando o título em cima do Ceará. Em 2015, terminou em 1º do Grupo B, mas caiu na semifinal diante do Bahia – que na sequência perdeu o título para o Ceará. Em 2016, o Sport liderou o Grupo D, mas caiu na semifinal para o Campinense – campeão da edição. Em 2017, liderou o Grupo C e chegou novamente numa final, mas perdeu para o Bahia. Em 2018 e 2019, o Leão não participou do Nordestão por decisão do presidente na época, só retornando em 2020 quando caiu nas quartas de final para o Fortaleza.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*