Bahia conhecerá seus adversários na Sul-Americana nesta sexta

Sorteio da fase de grupos da Copa Sul-Americana será no dia 9 de abril

A primeira fase da Copa Sul-Americana começou no dia 16 de março com a fase preliminar, que será finalizada nesta quinta-feira, com a definição de todos os classificados para a fase de grupos do torneio. Vale lembrar que argentinos e brasileiros entram diretamente na fase de grupos, que terá 16 clubes – seis times do Brasil e outros seis da Argentina, além dos quatro eliminados da última fase da Pré-Libertadores. Essas equipes entrarão no pote 4, independentemente da posição no ranking da Conmebol.

 

A separação de potes é feita através do ranking da Conmebol. Corinthians (23º) e Athletico (24º) já estão garantidos como cabeças de chave, assim como os argentinos Independiente (10º) e Lanús (17º). O Bahia (em 67º), que disputará a Sul-Americana pelo quarto ano seguido, figura no pote 2. Classificado para a Copa Sul-Americana após 10 anos de sua última participação, o Ceará deverá estar no pote 3 do sorteio. O Vozão aparece na 262º posição do Ranking da Conmebol.

A fase de grupos da Sul-Americana terá oito chaves com quatro times cada. Os melhores de cada grupo avançam para as oitavas de final e enfrentarão as equipes que ficarem na terceira posição de cada grupo da Libertadores, daí para frente em formato eliminatório. Os quatro últimos classificados se enfrentarão entre si – data, horário e local ainda serão definidos – para descobrir quem representará o Uruguai na Copa Sul-Americana 2021.

BRASILEIROS NO RANKING DA CONMEBOL
Corinthians (23°) – Cabeça de chave
Athletico-PR (24°) – Cabeça de chave
Bahia (67°) – Pote 2
Atlético-GO (199°) – Pote 2
Ceará (262°) – Pote 3
RB Bragantino (264°) – Pote 3

Argentina: Newell’s Old Boys, Talleres, Lanús, Rosário Central, Arsenal de Sarandí e Independiente;
Brasil: Athletico-PR, Corinthians, RB Bragantino, Ceará, Atlético-GO e Bahia;
Bolívia: Jorge Wilstermann, Guabirá, Nacional Potosí e Atlético Palmaflor;
Chile: Palestino, Antofagasta, Cobresal e Huachipato;
Colômbia: Deportes Tolima, La Equidad, Deportivo Pasto e Deportivo Cali
Equador: Emelec, Guayquil City, Macará e Aucas
Paraguai: Nacional, Guaireña, 12 de Octubre e River Plate;
Venezuela: Puerto Cabello, Aragua, Metropolitanos e Mineros de Guayana
Uruguai: Peñarol, City Torque, Cerro Largo e Fênix

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*