Perilima tentou adiar jogo contra o Bahia, mas CBF não atendeu pedido

"Disseram (a CBF) que estava muito em cima da hora", disse o presidente.

Jailton Oliveira, presidente da Perilima — Foto: Ramon Smith / Perilima

Um fato inusitado e ao mesmo tempo absurdo aconteceu na tarde desta segunda-feira, em duelo da primeira fase da Copa do Brasil Sub-20. O Perilima-PB atuou com 8 jogadores diante do Bahia, e pior, jogou com um volante improvisado no gol. O clube sofreu um surto de Covid-19 e não tinha jogadores suficientes disponíveis. Com isso, entrou em campo com oito atletas e antes dos 45 minutos, perdeu dois jogadores por lesão. Pelo fato de não ter o número mínimo de jogadores para continuar a partida, a equipe de arbitragem decidiu por encerrar a partida aos 73 minutos do primeiro tempo. Mesmo com 8 jogadores em campo, foi o Perilima quem abriu o placar, mas o Bahia buscou a virada, com gols de Kerven (duas vezes contra), Daniel Cruz e Christian, venceu por 4 a 1 e se classificou.

 

O presidente da Perilima, Jailton Oliveira, afirmou que tentou adiar a partida. Ele confirmou que entrou em contato com a CBF, mas o seu pedido não foi atendido. O clube teve sete jogadores contaminados, além do gerente de futebol e do preparador físico. “Mandei, na sexta-feira, um ofício (para a CBF) dizendo da situação que se encontra a cidade. Disseram (a CBF) que estava muito em cima da hora”, revelou Jailton, ao “ge”.

No final da manhã desta segunda-feira, o presidente da Perilima, Jailton Oliveira, confirmou que pelo menos nove pessoas da delegação da Perilima estão com Covid-19. Além de sete jogadores, o gerente de futebol, Ramon Smith, e o preparador físico do clube, Toni Souza, também estão contaminados. O preparador físico, aliás, apresenta o quadro mais grave e está internado em um hospital de Campina Grande, no interior da Paraíba.

 

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário