Bahia teve a décima folha salarial no último Brasileiro da Série A

Bahia tinha uma folha de R$ 2,7 milhões no Brasileirão e terminou em 14º

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Se a folha de pagamento alta justificasse necessariamente sucesso, o Corinthians teria levado o troféu de campeão do Campeonato Brasileiro da Série A 2020. Na outra ponta, o Atlético de Goiás estaria rebaixado, isto quando observado os números frios publicados pelo jornalista Mauro Cezar Pereira detalhando o ranking da folha salarial dos clubes que disputaram o Brasileirão 2020. No entanto, os valores levam em conta o valor pago pelos clubes ao final da disputa e consideram apenas as folhas de pagamento em CLT puro e seco, ou seja, não considerando o valor dos direitos de imagem, que em alguns casos pode representar até 40% ou mais do total dos salários de um jogador.

 

O Esporte Clube Bahia, ao contrário de anos anteriores, sofreu e impôs sofrimento aos seus torcedores quando escapou da Série B nas últimas rodadas, especificamente na penúltima rodada quando de forma providencial e salvadora venceu o Fortaleza em plena Arena Castelão pelo placar de 4 x 0 e na sequência sacramentou a vaga para Sul-Americana vencendo o Santos por 2 a 0 na Arena Fonte Nova. Ao final o tricolor de aço, fez campanha ruim, inferior aos dois últimos anos ocupando a 14ª posição com um investimento de R$ 2,7 milhões mensais no elenco, ficando em 10º no ranking das maiores folhas salariais.

Folha salarial de 2020

1º Corinthians R$ 8,3*
2º Flamengo R$ 7,9
3º Palmeiras R$ 6,4
4º Atlético-MG R$ 6,3
5º Internacional R$ 5,8
6º Grêmio R$ 4,9
7º São Paulo R$ 4,3
8º Santos R$ 3,6
9º Fluminense R$ 3,5
10º Bahia R$ 2,7
11º Vasco R$ 2,7
12º Athletico R$ 2,6
13º Red Bull Bragantino R$ 2,6
14º Botafogo R$ 2,5
15º Fortaleza R$ 1,8
16º Coritiba R$ 1,8
17º Ceará R$ 1,7
18º Sport R$ 1,7
19º Goiás R$ 1,2
20º Atlético-GO R$ 1,2
*em R$ milhões

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*