Ceará reage e breca o embalo do São Paulo quando atuando fora de casa

Ceará saiu atrás no placar, mas buscou o empate diante do São Paulo

Foto - Felipe Santos / Ceará SC

Recuperando jogo atrasado ainda da 16ª rodada adiado na ocasião em decorrência de outros compromissos de um dos envolvidos, Ceará e São Paulo se enfrentaram hoje à noite na Arena Castelão, numa batalha de objetivo bem distinto, com o time paulista buscando assumir a liderança da competição pela primeira vez, se somasse ao triunfo um tropeço do Atlético-MG contra o Botafogo que se enfrentam ainda hoje à 21h30 no Estádio do Mineirão, enquanto o Vozão do técnico Guto Ferreira foi para o jogo tentando dar baixa na carteira na sua condição de porteiro do Z4.

Quando a bola rolou em um jogo disputadíssimo inclusive com gol do São Paulo anulado, depois validado e novamente anulado numa dupla intervenção do VAR nenhum dos clubes atingiram 100% dos objetivos, após registrarem o empate movimentado em 1 x 1 que acabou sendo um péssimo negócio para as equipes. Desta forma, o Ceará completa o seu quinto jogo sem triunfo, em contrapartida evitou o quarto triunfo consecutivo do São Paulo quando atuando na casa dos adversário. Diego Souza abriu o placar para o São Paulo aos 10 minutos do primeiro, enquanto, Léo Chú empatou para o Vozão aos quatro do segundo tempo.

Com o resultado, o São Paulo, soma 38 pontos, aumenta para 13 o número de jogos sem derrota, no entanto, não se moveu do terceiro lugar de antes da rodada. Vale lembrar que o time paulista agora tem dois jogos a menos já que os jogos contra o Goiás e Botafogo foram adiados. O Ceará com o ponto conquistado, supera o Sport-PE e Corinthians e agora com 26 ocupa a décima quarta posição sem jogos atrasados.

Na seqüência da competição, o São Paulo continua no Nordeste agora para enfrentar o Esporte Clube Bahia em jogo que acontece no próximo sábado (28) às 19h na Arena Fonte Nova. Já o Ceará, dois dias depois, segunda-feira (27) às 18h no Estádio São Januário, no Rio de Janeiro, encara o Vasco em duelo de luta direta contra a zona de rebaixamento.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*