Tite explica ausência de Marinho na convocação da Seleção Brasileira

"É uma questão muito mais de concorrência nos setores", declarou Tite

Entre os principais destaques do futebol brasileiro atualmente, o atacante Marinho já marcou 13 gols em 20 jogos esse ano e vem sendo o grande nome do Santos no Campeonato Brasileiro da Série A e também na Copa Libertadores. O bom momento vivido pelo jogador de 30 anos faz com que torcedores cobrem nas redes sociais sua convocação para a Seleção Brasileira. O técnico Tite divulgou a lista de convocados para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, no Qatar, e a ausência de Marinho chamou a atenção de torcedores e também de jornalistas. O treinador explicou o motivo do jogador não estar relacionado na lista.

 

Com a lesão de Gabriel Jesus, torcedores fizeram campanhas nas redes sociais para Marinho, porém, Tite optou pelo atacante Matheus Cunha, do Hertha Berlin, da Alemanha, para as duas primeiras rodadas das eliminatórias da Copa do Mundo Fifa Catar 2022. Em entrevista à ‘ESPN Brasil’, Tite falou que a grande concorrência para a posição é o principal motivo de Marinho ainda não ter a oportunidade de vestir a amarelinha.

“Há setores que ficam mais concorridos e outros que ficam menos, e aí você busca. Marinho… Têm externos, como Cebolinha, que foi o melhor atacante da Copa América, goleador. Temos Neymar, que joga pelos lados, Gabriel Jesus, temos Everton Ribeiro, que é o jogador da flutuação. É uma questão muito mais de concorrência nos setores”, declarou Tite.

Marinho é um dos destaques do Campeonato Brasileiro, com sete gols, ao lado de Germán Cano, do Vasco, e atrás somente de Thiago Galhardo, do Internacional, com 10. Galhardo também vem sendo muito observado durante o Brasileirão, mas foi mais um que ficou de fora da lista de convocados para a seleção.

Com passagem destacada pelo Esporte Clube Vitória em 2016, sendo peça importante na manutenção do Leão na primeira divisão, marcando 21 gols em 43 jogos, o atacante Marinho foi negociado pelo Cruzeiro com o Changchun Yatai, da China, mas não deslanchou no futebol chinês e retornou ao Brasil para defender o Grêmio. Também não vingou no clube gaúcho e em 2019 acertou sua transferência para o Santos onde reencontrou o bom futebol. Na temporada passada, treinado por Jorge Sampaoli, disputou 28 jogos e anotou 8 gols. Esse ano, são 13 gols em 20 jogos.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*