Grêmio treina em Goiânia e embarca para Salvador, onde enfrenta o Bahia

Grêmio trabalhou no CT da Serrinha, em Goiânia

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O Grêmio, adversário do Bahia na próxima quinta-feira no Estádio Metropolitano de Pituaçu, fechando os jogos da nona rodada do Campeonato Brasileiro, não atravessa um bom momento na competição, e depois de 4 quatro anos, o treinador Renato Portaluppi começa a ser questionado no comando técnico da equipe, especialmente pelo discurso ameno e relativista do próprio treinador que vem causando indignação em grande parte da torcida gremista.

 

As justificativas para a queda vertiginosa de desempenho se repetem a cada resultado ruim.

“No Grêmio não existe crise, apenas crise de ganhar muitos títulos”. “Uma hora a bola vai entrar e tudo volta ao normal”. “Não me preocupa o início, daqui a pouco o Grêmio volta a vencer”, vem afirmando o treinador.

Para enfrentar o Bahia e tentar espantar o inicio de crise, o Grêmio trabalhou no CT da Serrinha, em Goiânia, depois de dois jogos fora de casa pelo Brasileirão. Para tanto, o técnico Renato Portaluppi comandou uma atividade técnica e tática, projetando a equipe que vai encarar o tricolor de aço.

Além de já não contar com Maicon, Jean Pyerre e Pepê, que se recuperam de lesão, o comandante gremista não terá a dupla de zaga titular, composta por Geromel e Kannemann, por suspensão automática. A delegação gremista embarca às 14h50, com chegada prevista para as 17h na capital baiana. Na quarta-feira pela manhã os jogadores realizam o último treinamento antes da partida no estádio do Pituaçu, local da partida

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*