Régis marca, mas Cruzeiro é eliminado após 63 anos na semifinal do Estadual

A enfermidade do Cruzeiro não se trata de um simples gripe mal curada. A situação é complexa de difícil solução em curto prazo. O time mineiro repleto de glórias, títulos e tradição depois de cair para a segunda divisão da Série B no ano passado pela primeira vez em toda a sua história, foi eliminado na semifinal do Campeonato Mineiro depois de 63 anos brigando e conquistando 38 títulos. Em compromisso válido pela 11ª rodada do Mineiro, o Cruzeiro até que venceu o Caldense pelo placar de 1 x 0 com um gol do meia Régis, no estádio Ronaldão, em Poços de Caldas-MG.

 

Porém, como o Atlético derrotou o Patrocinense, no Mineirão, o time celeste precisava de um triunfo por pelo menos três gols de diferença. Com o resultado, o Cruzeiro encerrou sua participação no torneio estadual na quinta colocação, com 20 pontos conquistados. A última vez que tal vexame aconteceu foi distante ano de 1957 quando finalizou a competição exatamente como este ano, em quinto lugar.

Depois do jogo, o técnico Enderson Moreira deixou bem claro que o momento é de olhar para a frente e que, a partir de quinta-feira, o foco total da equipe é em relação à disputa do Campeonato Brasileiro.

De acordo com o treinador cinco estrelas, a Raposa está se preparando muito para que possa fazer uma grande estreia na competição nacional, no dia 8 de agosto, contra o Botafogo-SP, no Mineirão.

“A frustração é enorme, dentro daquilo que a gente tinha como perspectiva, mas não importa como começa e sim como termina. Eu tenho a consciência que a gente queria vencer essa competição, mas nós temos um objetivo maior e precisamos focar nele a partir de agora. Temos ajustes a serem feitos, acho que vamos ter uma equipe bem competitiva e espero que a gente possa fazer a nossa estreia com qualidade”, disse ele.

“Fui contratado para poder montar uma equipe competitiva, que tenha muita determinação para poder vencer os jogos, uma equipe que possa fazer com que o clube retorne à Série A. Esse é o nosso objetivo e vamos fazer isso em campos bons, campos ruins, com dificuldades, contra adversários muito qualificados, mas nós vamos fazer”, completou.

Enderson Moreira elogiou ainda a dedicação dos jogadores, disse que o time celeste está em formação e que vai crescer de produção no decorrer das partidas.

“Eu fico orgulhoso por essa disposição e entrega dos jogadores. Eles se dedicaram demais, até o último instante. Vamos continuar organizando e fazendo as coisas que a gente acha que possam ser importantes. Como equipe ainda não estamos prontos, vamos caminhar e melhorar durante a competição. Acho que ninguém está pronto no Brasil, não tem nenhuma equipe que já esteja realmente jogando tudo aquilo que pode jogar, então, a gente tem que ter tranquilidade”, declarou em entrevista ao site oficial do Clube

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*