Hospital de campanha do Fazendão terá atividades encerradas

"A unidade atendeu cerca de 100 pacientes crônicos"

Cedido ao Governo ainda no mês de março para ajudar no combate ao coronavírus sendo uma alternativa aos hospitais com leitos em lotação, o CT do Fazendão foi utilizado como hospital de campanha e tratou de cerca de 100 pacientes e nenhum infectado por covid-19. No entanto, com a “boa performance da rede estadual ao absorver essa demanda”, a Secretaria de Saúde da Bahia encerrará as atividades do local nos próximos dias. Com o fechamento do hospital de campanha do Fazendão, equipamentos são redirecionados a outros centros médicos do estado e todo o local será entregue ao Bahia. Com a mudança para a Cidade Tricolor, o Fazendão ficou inativo e foi colocado à venda.

 

“A unidade atendeu cerca de 100 pacientes crônicos e de longa duração, cujo tempo de internação pode superar os 30 dias. A gestão foi exemplar, sem nenhum paciente infectado por Covid-19, mesmo com a circulação de 130 profissionais entre médicos, enfermeiros e administrativo”, explica Fábio Villas-Boas, secretario de saúde do estado.

>Com 44 leitos, o Fazendão conta com uma equipe de 130 colaboradores, entre médicos, enfermeiros, seguranças e profissionais de higienização, setor administrativo, motorista de ambulância 24 horas, além de uma sala de parada, completamente equipada para o caso de haver alguma emergência entre os pacientes internados no Fazendão.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*