Yuri espera voltar ao CSA um dia, mas nega negociação para sair do Bahia

"O CSA foi fundamental na minha carreira", disse Yuri

Apontado como alvo de interesse do CSA para a sequência da temporada, o volante Yuri em entrevista ao site Globoesporte, afirmou que espera retornar ao clube alagoano um dia, porém, garantiu que não há nenhuma negociação com seu ex-clube, tampouco para sair do Bahia. Ele destacou a excelente temporada que fez pelo CSA em 2018, sendo peça importante na conquista do título alagoano e na campanha de acesso à Série A, se tornando o “rei dos desarmes” na Série B. Em 2019, foi emprestado Tochigi, do Japão. Retornou esse ano ao Tricolor Baiano, mas atuou apenas dois jogos pelo time de transição que foi desmontado por conta da pandemia do coronavírus.

 

“O CSA foi fundamental na minha carreira. Me deu oportunidade de reaparecer no futebol e fui muito bem acolhido pela torcida e pelo clube. Foi uma grande temporada, com duas conquistas históricas (título alagoano e o acesso à Série A em 2018). Espero um dia voltar ao CSA, com certeza. Mas hoje, que eu saiba, não há nenhuma negociação. Nem com o CSA, nem para sair do Bahia”, disse Yuri, ao GE.

Natural do Rio de Janeiro, Yuri Lima Lara está no Bahia desde 2013, mas em 2018 foi emprestado ao CSA e após ser um dos destaques na campanha de acesso à Série A do time alagoano se tornando o rei dos desarmes na Série B, retornou ao Esquadrão em 2019 cotado até para iniciar a temporada como titular, no entanto, sofreu uma lesão que atrapalhou sua pré-temporada e o deixou de fora das primeiras partidas do ano. Quando se recuperou, não conseguiu recuperar seu espaço, nem com Enderson Moreira, tampouco com Roger Machado. Com isso, foi incorporado ao time de transição, onde entrou em campo seis vezes, todas como titular.

No segundo semestre de 2019, foi emprestado ao Tochigi, do Japão, entrando em campo 10 vezes e marcando 1 gol, porém, não teve seu passe adquirido e voltou ao Bahia no início de 2020. Foi incorporado ao elenco de transição, e após três meses, foi titular no Ba-Vi pela 1ª fase do Baianão. Foram 2 jogos pela equipe de Dado Cavalcanti no Estadual.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*