Salvador, a melhor capital para sediar a Copa do Nordeste, mas depende quando!

Temos três estádios em condições perfeitas considerando apenas a capital

A ideia foi relançada, agora com força, e a Copa do Nordeste deve ser concluída em sede única, algo inédito nos tempos recentes da competição. Mas onde seria essa sede? Considerando o tamanho dos danos do coronavírus seria complexo tal decisão, já que todas capitais da região nordeste sofrem com a mesma intensidade, talvez Fortaleza com um agravamento mais acentuado. Considerando a infra-estrutura e tradição e peso dos clubes, Salvador é despachadamente o destino ideal. Bahia e Vitória somam sete títulos, sendo o Leão ostentando a condição do maior vencedor da competição com quatro taças. Atrás e bem atrás vêm os pernambucanos que conquistaram quatro títulos (três do Sport-PE e um do Santa Cruz). Fortaleza soma dois títulos (um do Ceará e outro do Fortaleza).

 

Temos três estádios em condições perfeitas considerando apenas a capital, Fonte Nova, Barradão e Estádio Metropolitano de Pituaçu, além dos centros de treinamentos: a Cidade Tricolor (CT Evaristo de Macedo) e a Toca do Leão (CT Manoel Pontes Tanajura). Para os jogos de menor alcance, ainda temos a Arena Cajueiro e o Estádio Joia da Princesa, ambos em Feira de Santana, apenas 120km de distância para a capital. Temos uma rede hoteleira respeitável e completamente oficiosa, assim, honestamente não deslumbro nenhum outro local que reúna melhores condições do que Salvador.

No entanto, não basta se habilitar, é preciso a confirmação da possibilidade pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que chancela o torneio regional e somado a tal decisão, é preciso o aval da prefeitura de Salvador que impôs severas e acertadas medidas de distanciamento na sua luta trava quase inglória para reduzir o contágio. A administração da Arena Fonte Nova, apesar de ter um Hospital de Campanha montado nele, não vê problema em sediar o torneio. Em entrevista coletiva concedida na última quarta-feira, o prefeito ACM Neto falou sobre a possibilidade.

O protocolo liberado foi de alta segurança. Com relação à final da Copa do Nordeste, não sei se tem definição sobre a data. Se for para agora, de imediato, não cogitaria. Se for para acontecer mais adiante, com todo protocolo e segurança, a gente pode avaliar”, disse.

Ainda segundo ACM Neto, é possível pensar na realização dos jogos em Salvador, desde que a data pensada para o retorno respeite o afrouxamento das medidas de segurança pensado pela prefeitura. “Não quero dar uma resposta por não ter discutido com os clubes. O calendário do futebol brasileiro precisará respeitar o que federações e CBF decidirem e os limites impostos pela cidade. Se Salvador não permitir jogos, não vai poder ter competição aqui. Não tenho como responder agora” disse.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*