Fora dos planos, ex-Vitória é a maior ‘preocupação’ do Atlético-MG

Zé Welison está fora dos planos do Atlético Mineiro

Na lista de jogadores ‘descartados’ pelo técnico Jorge Sampaoli para a sequência da temporada, o volante José Welison se tornou a maior ‘preocupação’ do Atlético-MG neste momento de faxina do elenco, visto que seu vínculo vai até o fim de 2023 e para surpresa da cúpula alvinegra, não existem interessados no jogador de 25 anos, contratado em 2018 junto ao Esporte Clube Vitória, inicialmente por empréstimo de seis meses e depois assinando contrato definitivo. Em contato ao portal “Superesportes”, o empresário do atleta, André Cury, afirmou não ter sido procurado por nenhum clube para tratar de uma negociação do volante. Zé Welison chegou a ser oferecido ao Fortaleza, mas o clube cearense após avaliar a possibilidade, descartou a contratação.

 

Sem interessados até o momento, o volante deve cumprir o contrato até a situação ser definida. E isso preocupa o Atlético, pois uma rescisão no momento deve ser bastante onerosa aos cofres do clube. Ciente de que será difícil uma venda, o Galo uma segunda opção, que é um empréstimo, de preferência sem precisar pagar parte dos salários do volante.

Dos outros jogadores descartados, alguns têm situações encaminhadas: o lateral-esquerdo Lucas Hernández tem propostas do futebol sul-americano; o volante Ramón Martínez é desejado pelo Guaraní-PAR, seu ex-clube; o atacante Edinho interessa ao Fortaleza, clube que defendeu nos últimos dois anos; e o argentino Franco Di Santo é alvo do Racing-ARG. Sobrariam apenas Clayton e Ricardo Oliveira. O contrato dos atacantes se encerra no fim do ano. A rescisão com eles não está descartada. Outro que não interessa é o lateral Mansur, com passagens por Bahia e Vitória.

Ricardo Oliveira, que completou 40 anos, e Franco Di Santo tinham contrato só até dezembro de 2020 e a tendência é rompimento bilateral. O veterano atacante chegou ao clube em 2018, para substituir Fred. Foi artilheiro do Galo nas duas primeiras temporadas. Ao todo, foram 110 jogos e 37 gols anotados. Di Santo chegou com contrato até dezembro de 2020, mas havia cláusula de renovação automática até dezembro de 2023, porém, ela não será acionada.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*