Prejuízo do Bahia pode chegar aos R$ 60 milhões durante crise do coronavírus

Guilherme Bellintani segue buscando alternativas para amenizar

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia segue buscando alternativas para amenizar o impacto da crise do coronavírus, como a redução nos salários de jogadores, diretores, presidente e vice-presidente, que está sendo negociado diretamente com os atletas, além de ações para manter o sócio-torcedor adimplente durante a pandemia que paralisou todas as competições no futebol brasileiro por tempo indeterminado. Recentemente o clube lançou a campanha “Juntos Venceremos” onde os sócios poderão ter seus nomes estampados em um monumento na Cidade Tricolor. Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, no “Canal do Nicola”, no YouTube, o presidente Guilherme Bellintani falou sobre as dificuldades que o clube terá nesse momento, com o prejuízo pode chegar a casa dos R$ 60 milhões.

 

“Mesmo sendo um dos clubes mais organizados do país, o Bahia pode perder bastante dinheiro por causa da paralisação do futebol durante a crise do coronavírus. Alguns negócios praticamente fechados foram interrompidos e o clube pode até ficar sem dinheiro para pagar salários caso a parada dure por muito tempo.”, frisou o jornalista. 

Veja abaixo:

ASSISTA À ENTREVISTA COMPLETA ABAIXO:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*