De saída do Bahia, Régis será o 1º reforço da Era Enderson no Cruzeiro

Régis atuou apenas dois jogos esse ano pelo Bahia

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / E.C. Bahia

Na chegada ao Cruzeiro, o técnico Enderson Moreira deixou claro que o elenco precisava urgentemente de reforços para buscar o retorno à elite do futebol nacional. Com isso, os dirigentes cruzeirenses foram ao mercado e estão próximos de finalizar o acordo para anunciar o primeiro reforço da ERA Enderson. Trata-se do meia Régis, de 27 anos, que teve poucas chances com o técnico Roger Machado nos primeiros jogos da temporada e deve chegar à Raposa emprestado pelo Esporte Clube Bahia até o final do ano. Os vencimentos mensais do jogador serão divididos entre os dois clubes. Além disso, o clube mineiro negocia para ter um percentual do jogador no futuro.

 

Régis e Enderson trabalharam juntos no Bahia em 2018. O treinador desconversou sobre a chegada do jogador de 27 anos a Toca da Raposa, porém, rasgou elogios. Em entrevista à Rádio Itatiaia, nesta terça-feira, o treinador disse que o jogador do Bahia, com quem trabalhou no Tricolor do Aço em 2018, é “muito interessante”.

No início do ano, o Bahia tentou utilizar Régis em uma troca por empréstimo de Éderson, porém, o Cruzeiro não aceitou. O volante cruzeirense, no entanto, acabou rescindindo e acertando por cinco anos com o Corinthians. Régis é uma das primeiras negociações conduzidas pelo diretor de futebol, Ricardo Drubscky, em conjunto com o gestor de futebol, Carlos Ferreira Rocha. Diego Cerri, diretor de futebol do Bahia, também participa da negociação junto com o empresário de Régis, Paulo Pitombeira.

Régis chegou ao Bahia em 2016, emprestado pelo Sport-PE, após passagem apagada pelo Palmeiras. Na primeira temporada pelo tricolor, marcou 4 gols em 26 jogos. Em 2017, deslanchou e foi peça importante na conquista da Copa do Nordeste, marcando 13 gols em 49 jogos no ano. Acabou sendo envolvido na negociação pelo goleiro Jean e ficou em definitivo no Tricolor. Em 2018, manteve as boas atuações, atuando 43 vezes e marcando 6 gols, atraindo a atenção do Al-Wehda que pagou para ter o jogador por empréstimo em setembro de 2018 até julho de 2019. Porém, não atuou pela equipe árabe e retornou ao Brasil, sendo emprestado ao Corinthians, atuando apenas sete jogos na temporada passada. Esse ano, até aqui, Régis atuou apenas dois jogos, contra River-PI pela Copa do Brasil e CSA pela Copa do Nordeste, ambos saindo do banco de reservas, exatos 32 minutos em campo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*