Bellintani nega informação sobre proposta para novo formato da Série A

Dos 20 clubes, apenas o Flamengo não aceitou a proposta da CBF

Foto: CBF

Na manhã desta terça-feira, a coluna do Flávio Ricco, no UOL, publicou a informação sobre uma suposta proposta da CBF para mudança do formato do Campeonato Brasileiro. Os 20 clubes da Série A seriam divididos em dois grupos de dez times. Quatro equipes de cada grupo se classificariam à fase seguinte, quando começaria o mata-mata. Quase todos os clubes aprovaram a proposta, com única exceção do Flamengo. Ainda segundo o jornalista, a ideia da CBF é que todas as partidas sejam disputadas a partir de maio em São Paulo para que não haja deslocamento aéreo, e sem a presença de torcedores.

 

Até mesmo os estádios estariam decididos. As partidas seriam disputadas no Morumbi, no Allianz Parque, na Arena Corinthians, na Vila Belmiro, na Arena Barueri, no Brinco de Ouro, em Campinas, e no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Hotéis e centros de treinamentos seriam disponibilizados aos clubes. O Pacaembu não pode receber partidas porque está recebendo um hospital de campanha para receber pacientes com covid-19. O Morumbi, a Arena Corinthians e a Vila Belmiro também foram disponibilizados pelos clubes para as prefeituras de suas cidades.

No entanto, através das redes sociais, o presidente do Esporte Clube Bahia, um dos clubes a participar das reuniões com a CBF, desmentiu a informação e afirmou que não é trabalhado neste momento com a hipótese de mudança no formato do Brasileirão. Veja abaixo:

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*