Bahia foca em planejamento estratégico para superar a crise

"entendemos que isso não vai durar dois ou três meses", disse

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Diante de um momento de extrema preocupação ocasionado pela pandemia do coronavírus que paralisou todas as competições no futebol brasileiro, o Esporte Clube Bahia busca alternativas para superar a crise. Em entrevista ao programa Troca de Passes, do SporTV, o presidente Guilherme Bellintani falou sobre o planejamento estratégico vem sendo montado, que vai além da redução de salários dos jogadores, diretores e presidência. O mandatário acredita que esse acontecimento vai mudar a forma de pensamento dos clubes brasileiros no curto prazo.

 

“A gente tem se debruçado nas últimas semanas sobre uma revisão completa de todo nosso planejamento financeiro, que vai além de uma discussão de uma repactuação de salários com os atletas. […] Mas quem achar que com redução de parte do salário dos atletas vai conseguir se equilibrar financeiramente está errado. O Bahia está fazendo todo um planejamento estratégico, que inclui um redesenho financeiro de 2020 e 2021 porque entendemos que isso não vai durar dois ou três meses, mas que vai mudar a forma de os clubes brasileiros, no curto prazo, lidarem com planejamento financeiro”, pontuou.

Por meio de uma live no Instagram, o presidente do Esporte Clube Bahia já havia comentado sobre a redução de salários diante da crise por conta da pandemia do coronavírus. Atletas, diretores, vice-presidente e presidente, todos terão corte nos vencimentos, deixando de fora a equipe feminina, que segundo o dirigente, recebe um salário pequeno.

“É a hora de cada um fazer um pouco o se esforço, cortar o seu salário, para que a gente consiga sobreviver em um período tão difícil, tanto sobre o ponto de vista da saúde pública, quanto da economia. Então o Bahia precisa reduzir os seus gastos para que termine essa história de pé e conseguindo lutar. Já começamos as conversas com os atletas, conversa muita franca, como sempre foi, aberta, eles estão entendendo o momento, estão dispostos a ajudar, e até o final dessa semana a gente vai ter a conclusão desse estudo completo e dessa negociação com os jogadores, para que a gente consiga fechar essa redução de salários.”, disse.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*