Roger Machado admite preocupação com possível saída de Gregore

"Gostaria de poder manter por muito tempo no clube", disse

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Um dos principais jogadores do Esporte Clube Bahia nas duas últimas temporadas, o volante Gregore voltou a ter seu nome comentado no mercado da bola, ligado ao interesse do Palmeira após um pedido do técnico Vanderlei Luxemburgo. As duas diretorias têm boa relação por negócios anteriores envolvendo Zé Rafael, Artur, Juninho e João Pedro, e a chance de um acerto é grande, no entanto, o Verdão terá que meter a mão no bolso, afinal, em janeiro, o Bahia recusou proposta de US$ 4,25 milhões (cerca de R$ 22 milhões na cotação atual) do Seattle, dos Estados Unidos. Em entrevista ao Programa do Esquadrão na última sexta-feira, o presidente Guilherme Bellintani  admitiu as conversas, mas afirmou que meta do clube é de receber R$ 30 milhões. O técnico Roger Machado falou sobre o assunto e admitiu preocupação com uma possível saída de Gregore.

 

“Naturalmente pelo destaque nas últimas temporadas. Essa função no futebol brasileiro está terminando e é muito importante. De um lado vê com naturalidade porque está se destacando, de outro com preocupação. Gostaria de poder manter por muito tempo no clube. Mas tem questões do ponto de vista administrativo e financeiro que fogem ao nosso controle. Não olho, não vejo para não me preocupar com algo que pode acontecer. Enquanto jogador, Gregore é muito importante dentro do contexto coletivo e do nosso grupo porque exerce uma liderança importante”, afirmou.

Gregore chegou ao Bahia como uma aposta após defender o Santos no Campeonato Brasileiro de Aspirantes em 2017, emprestado pelo São Carlos-SP até o final de 2018, no entanto, despontou rápido o que fez com que a diretoria tricolor adquirisse o seu passe em definitivo em maio do ano passado, desembolsando R$ 1 milhão por 50% dos direitos econômicos. Depois, o Bahia acabou comprando mais 40% dos direitos econômicos do camisa 26 (sem revelar valores) passando a ter 90% dos direitos. Seu contrato com o Esquadrão de Aço é válido até 2021.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*