Ex-goleiro Marcos banca salário de 10 pessoas que perderam emprego

Ex-arqueiro vai pagar os salários das pessoas por seis meses

Ídolo do Palmeiras e também ídolo nacional, o ex-goleiro Marcos, pentacampeão mundial pela seleção brasileira em 2002, prometeu no último sábado pagar o salário mínimo de dez trabalhadores que eventualmente percam seus empregos por causa do novo coronavírus, por seis meses, até que as coisas voltem ao normal, algo que muitos jogadores (inclusive da ativa) poderiam fazer. A crise, com determinação de fechamento de estabelecimentos para evitar a propagação do vírus, terá consequências econômicas no país. Nesta quarta-feira (25), o ex-arqueiro publicou nas suas redes sociais a imagem do extrato com os pagamentos e frisou: “Entendedores , entenderão! Errei o valor do mínimo, próximo mês eu compenso”.

 

“Vou assumir o salário mínimo de dez pessoas que porventura venham a perder seus empregos por conta dessa crise que estamos, por seis meses, até que as coisas voltem ao normal”, escreveu Marcos, no último sábado.

Outro ídolo palmeirense, o goleiro Fernando Prass, atualmente no Ceará, também prometeu uma ação: deixar suas redes sociais à disposição de pequenos empresários que queiram divulgar seu trabalho em meio à crise.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Entendedores , entenderão! Errei o valor do mínimo, próximo mês eu compenso! 👍🙏

Uma publicação compartilhada por MARCOS (@marcosgoleiro_12) em

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*