Ex-mulher do goleiro Jean cobra pensão para filhas: ‘Estou sem dinheiro’

"o que eu ganhar não vai chegar a metade do padrão de vida que elas tinham"

Foto: Reprodução / Instagram

Por meio de uma nota divulgada no Instagram, a ex-mulher do goleiro Jean, Milena Bemfica, disse estar passando por necessidades com as filhas e cobrou o pagamento da pensão estipulada pela Justiça. Segundo ela, o dinheiro que recebe no seu trabalho não é o suficiente para manter o padrão de vida da família e revelou que passou por um sufoco para o pai das meninas matricular elas na escola. Relembrando o caso, o goleiro Jean foi preso em dezembro nos Estados Unidos, onde passavam férias, após agredir Milena em um quarto de hotel. O arqueiro foi solto sem o pagamento da fiança e retornou ao Brasil. Teve seu contrato suspenso pelo São Paulo e acabou sendo emprestado ao Atlético Goianiense. Milena ainda disse que o seu advogado oficiou o Atlético-GO da decisão da Justiça pelo pagamento de pensão por parte do jogador. Jean pode ser preso se não pagar durante três meses.

 

VEJA ABAIXO:

“Estou vindo falar de uma situação muito chata. Todo mundo sabe a situação que eu passei. Não fico enfatizando isso no meu Instagram. Não gosto de demonstrar se estou mal ou coisa do tipo. Vou expor essa situação, porque da mesma forma que expus, gritei a situação que passei, agora estou perdida e não sei o que fazer. Há duas semanas foi um sufoco para o pai das meninas matricular elas na escola. Meu advogado conseguiu uma liminar para o pagamento de pensão, eles recorreram, só que o Tribunal de Justiça negou e aumentou a pensão, porque Maria Valentina ainda não está fazendo tratamento psicológico. Eu estou sem dinheiro, Maria Eduarda está fazendo tratamento psicológico e nem sei como vou pagar. Minha mãe teve que comprar os livros das meninas, porque ninguém me responde, ninguém fala nada. Eu falei com o pai delas, falei com o advogado, falei com a gestora financeira dele da R9 e ninguém me responde. Então, estou perdida, realmente não sei o que fazer”, contou.

“Estou trabalhando, correndo atrás, mas o que eu ganhar não vai chegar a metade do padrão de vida que elas tinham. O pai delas está bem, está jogando, está contratado, com o padrão de luxo, está tranquilo e as minhas filhas se encontram nessa situação e é aonde me dói. Quero uma posição. Não queria estar me expondo novamente, mas está sendo necessário. Se todo mundo precisa saber o que está acontecendo com uma mulher que foi traída, espancada. Uma mulher que está lutando, seguindo em frente, forte, só que tem duas filhas que precisam de apoio financeiro, porque amor e carinhos elas têm de sobra, mas do apoio financeiro do pai, que é a única coisa que ele pode dar e não dá. É muito complicado. Meu coração está partido”, completou.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*