Em jogo com expulsões, Fortaleza perde para o Independiente pela Sul-Americana

Fortaleza precisará vencer em casa para buscar a classificação

Dentre os clubes brasileiros, o Fortaleza teve o adversário mais cascudo na primeira fase da Copa Sul-Americana. O Independiente-ARG, maior campeão da Copa Libertadores com sete títulos (1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975, 1984) e também maior campeão da Copa Sul-Americana (2010 e 2017) com duas taças, empatado com o Boca Juniors. No entanto, nesta quarta-feira, mesmo atuando na Argentina, o time cearense não se intimidou e fez uma boa partida, porém, não conseguiu trazer um resultado positivo e acabou perdendo por 1 a 0, no Estádio Libertadores de América, em Buenos Aires. O único gol foi marcado por Leandro Fernández, aos 5 minutos do segundo tempo.

 

No final do primeiro tempo, cada time perdeu um jogador por expulsão: Quintero pelo lado brasileiro e Sánchez Miño pelo lado argentino. Fora de campo, Charles Hembert, auxiliar do técnico Rogério Ceni, também foi para o vestiário mais cedo. A partida de volta será disputada no dia 27 de fevereiro, às 21h30, na Arena Castelão. Antes, o Tricolor do Pici tem dois compromissos pela Copa do Nordeste. Na segunda-feira (17), enfrenta o Imperatriz, às 20h, no Maranhão. Depois, no dia 22, um sábado, visita o Confiança, às 16h, em Sergipe.

O Fortaleza foi o último time brasileiro a entrar em campo pelos jogos de ida da primeira fase que teve como destaque o Esporte Clube Bahia, que venceu o Nacional do Paraguai por 3 a 0 na Fonte Nova e encaminhou a classificação para segunda fase. O Fluminense, por sua vez, empatou no Maracanã com o Unión La Calera. Outro carioca, o Vasco da Gama venceu por 1 a 0 o Oriente Petrolero. O Atlético-MG foi o que mais decepcionou, ao perder por 3 a 0, para o Unión de Santa Fé. Já o Goiás perdeu por 1 a 0 para o Sol de América.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*