Carlos Amadeu almeja desenvolver um trabalho de excelência no Bahia

"A gente sai daqui em 2005 e retorna depois de 15 anos"

Foto: Divulgação/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia confirmou na tarde desta quinta-feira (06) a contratação do técnico Carlos Amadeu, que chega para ocupar o lugar de Pablo Fernandez e assumir o time sub-20. O treinador de 54 anos vinha negociando com a diretoria tricolor e, inclusive, compareceu no CT Evaristo de Macedo na última sexta-feira. Ele já teve uma passagem pelo Bahia no início dos anos 2000 ficando até 2005, e retorna 15 anos depois buscando implementar um trabalho de excelência. “A gente sai daqui em 2005 e retorna depois de 15 anos numa nova estrutura, mentalidade e com duas estrelas no peito. Com muito orgulho, como sempre. A gente espera desenvolver um trabalho de excelência, contribuindo para o crescimento desse grandioso clube”, disse.

 

Carlos Amadeu tem enorme experiência com divisões de base e conquistas importantes. O treinador, de 54 anos, é natural de Salvador e começou no Vitória entre 1992 e 1995. Retornou para a Toca do Leão em 2009. Ele trabalhou em todas as categorias de base do Leão e ganhou notoriedade no Sub-20, quando conquistou diversos títulos, entre eles o da Copa do Brasil de 2012. Amadeu também comentou sobre sua passagem pela Seleção Brasileira.

“Uma realização profissional muito grande e orgulho, porque sabemos que a região que a gente se encontrar não é valorizada nesse sentido. Foi um reconhecimento do que fizemos nos clubes da Bahia. O convite engrandeceu não só a mim, como todo o futebol baiano, as pessoas que militam pela formação de atletas no estado. O primeiro e único treinador do Nordeste a participar da Seleção e trabalhando na região. Desenvolvemos um trabalho de excelência, buscando a identidade do futebol brasileiro”, indicou.

Carlos Amadeu fez parte do grupo de 1988, que conquistou o bicampeonato brasileiro. “Cheguei em 1983, na época trazido por Delmar Santana. Cheguei como meia e virei lateral-esquerdo. Rapidamente me adaptei. No ano seguinte servi a equipe profissional e peguei a Seleção Baiana sub-20. Fui também para a Brasileira sub-20. Participei do grupo de 84, sendo campeão baiano naquele período. Em 1987 fui emprestado ao Galícia e depois retornei ao Bahia, fazendo parte do grupo de 88”, contou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*