Executivo do Ceará admite perder Thiago Galhardo; Inter e Bahia de olho

"A tendência é de uma saída dele", afirmou Jorge Macêdo

Foto: Divulgação

A “novela” Thiago Galhardo ganhou mais um capítulo neste domingo. Em entrevista concedida à Rádio Grenal, do Rio Grande do Sul, o Executivo de Futebol do Alvinegro, Jorge Macêdo, admite perder o jogador, que tem contrato até o final de 2020 (renovado automaticamente), porém, não deve permanecer no clube. O atleta interessa ao Esporte Clube Bahia, porém, estaria mais próximo do Internacional, de acordo com o Jornal “Correio do Povo”. O Esquadrão emprestou o zagueiro Tiago por dois anos e encaminhou a ida de Rogério para o Ceará, aumentando os rumores sobre uma possível vinda do meio-campista, contudo, a imprensa (gaúcha e cearense) dá como certa a contratação de Galhardo pelo Inter. Fluminense também monitorou o jogador. Destaque do Vozão, o meia de 30 anos provavelmente não se apresente no Vovô nesta segunda-feira (06), segundo a publicação.

 

“O Thiago já tem uma situação estabelecida. Tinha uma cláusula de renovação automática, mas também tinha um acordo de saída. Então não envolve o Ceará, é um acerto direto com o jogador. O Empresário dele fala que tem diversas ofertas e tem esse acordo com o clube. Uma cláusula de saída estabelecida entre Ceará e atleta. A tendência é de uma saída dele”, afirmou Jorge Macêdo.

Ainda segundo a publicação, a demora pelo acerto seria porque o Internacional ainda tenta viabilizar a liberação do jogador para poder assinar sem custos. Thiago Galhardo tem contrato com o Ceará até o fim de 2020, renovado automaticamente após a permanência do clube na Série A. Em 2019, Galhardo atuou por 34 partidas com a camisa do Vovô, marcando 12 gols nos mais de 2,6 mil minutos em que esteve em campo.

Natural de São João del-Rei (MG), Thiago Galhardo do Nascimento Rocha tem 30 anos e surgiu na divisão de base do Bangu. Foi no Bangu, em 2010, que o meia se destacou e chamou a atenção do cenário nacional. As passagens pelos rivais Botafogo e Vasco não tiveram tanto destaque, e ele acabou marcado por algumas polêmicas. Passou ainda por Comercial, América-RN, Remo, Boa Esporte, Cametá, Brasiliense, Madureira, Coritiba, Red Bull Brasil, Ponte Preta. Fora do Brasil, Galhardo atuou no ALbirex Niigata do Japão em 2017, antes de retornar ao Brasil para defender o Vasco da Gama, onde ficou até meados de 2019 quando foi repassado ao Ceará. Pelo Vozão, marcou 12 gols em 34 partidas este ano. Antes, havia marcado 2 gols em 14 jogos pelo Cruz-Maltino.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*