“Abandonaram o Brasileiro e a conta chegou”, diz dirigente do Cruzeiro

O meia Thiago Neves está em situação complicada no Cruzeiro que pode pela primeira vez, em toda sua história de muitos títulos, disputar o Campeonato Brasileiro da Série B, aliás, se o fato for confirmado será uma péssima notícia para o Esporte Clube Vitória já que assim, a competição no próximo ano terá um concorrente daqueles de ACESSO CERTO pela estrutura típica de quem dorme mas não acorda na competição, assim, como foi o Grêmio, Palmeiras, Botafogo, Corinthians e outros.

 

Ontem à noite, o time mineiro perdeu para o Vasco da Gama em São Januário agora não depende apenas de si para carimbar a permanência. Faltam apenas duas rodadas, o Cruzeiro tem dois pontos atrás do Ceará, portanto, precisará vencer Grêmio em Porto Alegre e Palmeiras no Mineirão, e torce para que o Vozão tropece contra Corinthians em Fortaleza ou Botafogo no Rio de Janeiro na última rodada.

Ontem à noite, logo após a derrota contra o Vasco, presidente do Conselho Deliberativo, Zezé Perrella reconheceu a situação difícil do clube e atribuiu o erro no planejamento do clube que optou para relegar o Campeonato Brasileiro da Série A ao um plano secundário dando ênfase apenas a Copa do Brasil, O Cartola não confirmou, por questão óbvias, mas deve tentar pela via do incentivo, a chamada mala branca para motivar os jogadores dos adversários do Ceará, mas a questão em si é vence o Grêmio em Porto Alegre.

Já o meia Thiago Neves apontado como um dos mentores para a queda do técnico Rogério Ceni afastado do elenco do Cruzeiro. A decisão foi motivada pelo ter ido a um show de pagode no domingo, no Mineirão, logo depois de ser vetado para a partida contra o Vasco devido a um edema na coxa esquerda e foi visto bebendo com o cantor Tiaguinho.

“Eu Thiago, estou sendo constantemente exposto pela diretoria do Cruzeiro EC. Clube que defendi com afinco e tanto contribui nesses últimos anos, em especial nas últimas conquistas: campeonato mineiro 2018, 2019 e Copa do Brasil 2017 2018. Me reservo o direito de não me manifestar sobre qualquer comentário feito pela diretoria, até para não me expor ainda mais. Que Deus perdoe essas pessoas, disse o jogador e logo após, desativou suas contas no Instagram e no Twitter

Veja

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*