“Só o VAR conseguiu ver impedimento de Moisés”, dispara zagueiro

"clube tem que tomar posicionamento na CBF"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O zagueiro Juninho foi um dos personagens principais no jogo desta quinta-feira que terminou com vitória do Santos sobre o Bahia por 1 a 0 na Vila Belmiro. O defensor cometeu o pênalti no atacante Marinho que resultou no gol do uruguaio Carlos Sánchez. Aos 36 minutos do segundo tempo, ele quase se redimiu marcando um golaço, no entanto, após análise, o árbitro de vídeo anulou apontando impedimento do lateral Moisés. Após a partida, o jogador criticou a decisão do VAR e disparou que somente a tecnologia conseguiu enxergar impedimento. Além disso, frisou que o clube tem que tomar posicionamento na CBF.

“Sobre o gol, a gente vai ver agora. Só o VAR conseguiu ver. Moisés em condição legal, direção do clube tem que tomar posicionamento na CBF para ver o que está acontecendo em jogos que estão prejudicando a gente. Tem que tentar manter cabeça no lugar. Não pode desesperar, que é pior, o triunfo não vem. Descansar porque tem outro jogo difícil no domingo”, disse o jogador.

Com o resultado, o Esquadrão amarga a terceira derrota seguida no Brasileirão e permanece com 41 pontos no 9º lugar. Na próxima rodada, a de número 30, o Esporte Clube Bahia voltar a atuar fora de Salvador, agora enfrentando o Cruzeiro, domingo (03/11), às 19h, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG). O Esquadrão só volta a jogar como mandante na quarta-feira (06), às 21h30, contra a Chapecoense, na Arena Fonte Nova. Lembrando que o time tricolor não vence há quatro jogos em casa na competição.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*