Roger Machado explica porque ainda não utilizou João Pedro no Bahia

João Pedro acertou seu retorno ao Bahia em julho

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Regularizado desde julho, quando acertou seu retorno ao Esporte Clube Bahia, o lateral-direito ainda não fez sua reestreia com a camisa tricolor. No sábado, após o jogo contra o Vasco que terminou com triunfo por 2 a 0 em São Januário, o técnico Roger Machado foi questionado na entrevista coletiva sobre a não utilização do jogador até o momento. Segundo o treinador, João Pedro não está nas condições físicas ideais e quanto estiver, vai ganhar uma vaga no time, principalmente por ser polivalente e atuar em várias posições. O atleta não vinha sendo utilizado com frequência em Portugal, onde defendeu o Porto, mas sem chance por lá, foi emprestado ao Bahia até o final de 2020.

 

“João Pedro está em crescimento físico, daqui a pouco vai cavar uma vaguinha para ele, joga por dentro também, joga por fora, joga como lateral. Jogador de função. Se colocar ele na linha da frente, terei dois laterais? Não. Ele estará cumprindo outra função no momento. Nino está bem mesmo. Está bem porque entendeu o que era importante para a função. Durante muito tempo ele sempre foi válvula de escape de seus times pela velocidade, pela intensidade. Hoje, equilibrando mais ações ofensivas e defensivas, se tornou um jogador muito mais completo”, disse Roger.

Na primeira passagem, João Pedro chegou ao Bahia em 2018 emprestado pelo Palmeiras até 31 de dezembro, porém, no contrato existia uma cláusula onde obrigava o Esquadrão a liberá-lo em caso de alguma proposta, e foi o que aconteceu. O Porto, de Portugal, se interessou pelo jogador e pagou 4 milhões de euros (R$ 17,5 milhões). O Verdão tinha 50% dos direitos econômicos e repassou 10% ao Bahia como taxa de vitrine.

João Pedro, de 21 anos, foi revelado na base do Palmeiras e subiu para o time profissional em 2014, ajudando o clube a permanecer na Série A daquele ano. O jogador participou dos títulos da Copa do Brasil (2015) e do Campeonato Brasileiro (2016). Em 2017 ele foi emprestado a Chapecoense, jogando 29 jogos e marcando 1 gol. Em 2018 desembarcou no Fazendão por empréstimo, atuou em 16 jogos, mas não balançou a rede.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*