Roger Machado analisa atuação do Bahia e fala sobre vaias a Moisés

"Foi uma partida extremamente disputada", disse o treinador

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

O Esporte Clube Bahia decepcionou o seu torcedor que mesmo em um domingo chuvoso na cidade de Salvador, compareceu à Arena Fonte Nova para apoiar o time que não fez uma boa partida e somente empatou com o Fortaleza, por 1 a 1, fechando o primeiro turno do Brasileirão. Após o jogo, em entrevista coletiva, o técnico Roger Machado fez uma avaliação da atuação da equipe, além disso, saiu novamente em defesa do lateral-esquerdo Moisés que foi vaiado em alguns momentos no jogo, elogiou as características defensivas do camisa 6, mas destacou que ele precisa ser inteligente ao usar o jogo interno, que não é o seu forte: “Moisés fez um grande jogo contar o Vasco. Hoje, coletivamente, o time não foi bem, então alguns jogadores que precisam de combinação de jogada acabam sofrendo mais”.

 

Sobre o jogo: “Foi uma partida extremamente disputada. Fico frustrado, porque gostaríamos de vencer, mas comemoro um ponto, porque o Fortaleza foi superior em alguns momento. A maioria dos gols que sofremos foi em transição ou bola parada, o que significa que organização não é problema. Fortaleza nos induziu para o jogo interno, para onde fomos e eles roubavam a bola para contra-atacar. Usamos pouco os laterais para dobrar pelos lados. Não encontramos o ponto de marcação e não usamos a transição do Fortaleza a nosso favor. Nem sempre vamos conciliar resultado e rendimento. Hoje estiveram descolados. Vamos procurar melhorar”, disse Roger Machado.

Roger faz uma análise do Fortaleza: “Sempre prefiro analisar coletivamente. Foi um jogo que o Fortaleza veio parecido com jogos anteriores, abrindo um 4-2-4 e chamando a gente para o seu campo, usando a superioridade do goleiro”, e completou falando um pouco sobre Guerra que teve uma atuação discreta. “Guerra teve um pouco de dificuldade para encontrar seu espaço no jogo para conseguir criar”. E também explicou a preferência por Lucca: “Não opto só por uma equipe de transição e velocidade. Eu busco o equilíbrio. E o Lucca me dá esse equilíbrio”.

Com o resultado, o Esquadrão aumenta a invencibilidade para nove jogos sem perder (4 triunfos e 5 empates), contudo, permanece no 7º lugar agora com 31 pontos, perdendo grande chance de fechar o primeiro turno no G-6 já que o Corinthians perdeu para o Fluminense por 1 a 0 em Brasília. O próximo compromisso do Esporte Clube Bahia é um confronto direto valendo seis pontos. No sábado (21), visita o Corinthians, outro concorrente na briga por uma vaga na Libertadores, às 21h, na Arena de Itaquera, abrindo o returno do Campeonato Brasileiro da Série A.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*