Mesmo após negar demissão, Carlos Amadeu é desligado do Vitória

"Saio do comando técnico do clube de cabeça erguida", disse

Foto: Letícia Martins / ECVitória

O técnico Carlos Amadeu não resistiu as duas derrotas seguidas, para Guarani e São Bento, e na noite desta quarta-feira, foi desligado do Esporte Clube Vitória. A informação da demissão surgiu ainda pela manhã, porém, o treinador em contato ao Jornal A Tarde negou que teria pedido demissão e confirmou que permaneceria no clube. Contudo, após o desembarque da delegação rubro-negra, Amadeu anunciou através de sua página oficial no Instagram que foi comunicado pela diretoria do seu desligamento do Leão. Ele deixa o clube com três triunfos, quatro empates e apenas duas derrotas, um aproveitamento de 48%.

 

“Na tarde desta quarta-feira, após a chegada da delegação a Salvador, fui comunicado de meu desligamento do Esporte Clube Vitória. Saio do comando técnico do clube de cabeça erguida. Em um período curto, creio que a gente tenha conseguido criar um padrão de jogo mesmo com as dificuldades. Foram nove jogos, com três triunfos, quatro empates e apenas duas derrotas, alcançando um aproveitamento de 48% (que hoje colocaria o Vitória entre os dez primeiros na tabela da Série B). Como falei, foi um período curto, mas que fizemos o nosso melhor todos os dias. Obrigado ao clube pela oportunidade e à torcida pelo apoio sempre que estive à beira do gramado”, escreveu o treinador.

Carlos Amadeu é o quarto técnico demitido pelo Esporte Clube Vitória na temporada. Ele chegou para assumir o lugar de Osmar Loss que ficou à frente do Leão em apenas 10 jogos vencendo apenas duas partidas. Apesar das mudanças constantes de técnico, o time não apresentou qualquer tipo de avanço, especialmente quando considerado os resultados, algo que pode indicar que os problemas não se limitam não tão somente no comandante, talvez aí sim, na qualidade dos comandados.

Antes de Loss e Amadeu, passaram pelo Vitória os treinadores Marcelo Chamusca, que acumulou três triunfos, sete empates e quatro derrotas após 14 jogos, e Cláudio Tencati, que durou apenas sete jogos, vencendo apenas uma única partida. Esses dois citados foram contratados na gestão anterior. Os únicos anunciados pelo presidente Paulo Carneiro foram Osmar Loss e Carlos Amadeu.

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

  1. O treinador do Vice com melhores números é demitido…depois Paulo Ovelha não quer cair para série C!

    Sem elenco, nem Guardiola!

    Vá tomar pau na fonte e no barralixo !

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*