Élber fala sobre disputa por vaga no time e jogo contra o Botafogo

“Estou fazendo o meu trabalho como todos estão fazendo"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Alvo da entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (24), na sala de imprensa do Fazendão, antes do último treinamento visando a partida contra o Botafogo nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena Fonte Nova, o meia-atacante Élber falou sobre a disputa por uma vaga no time e a possibilidade de ser titular diante dos cariocas. O jogador atuou contra o Corinthians no lugar de Lucca que desfalcou a equipe por questões contratuais. Apesar do retorno e de ter atuado nove jogos seguidos entre os 11, Lucca não tem vaga garantida na equipe e terá que disputar posição com Élber.

 

“Estou fazendo o meu trabalho como todos estão fazendo. Acho que independente do que o professor Roger colocar em campo, a gente vai estar pronto para fazer o melhor e voltar a vencer no campeonato para estar mais perto das primeiras colocações”, afirmou.

Élber também projetou o duelo contra o Botafogo. “Acho que são dois estilos de jogos totalmente diferentes. Com mais posse de bola a gente propõe mais o jogo, fica mais com a bola. No contra-ataque fecha a casinha para pegar os jogadores de beirada, os jogadores rápidos para sair no contra-ataque. Mas isso depende muito da partida. Professor Roger está sabendo utilizar bem isso aí. Fora de casa mais contra-ataque, dentro de casa um time mais técnico, que possa ter a posse de bola. Isso eu deixo para ele, mas espero que em um ou outro, eu espero estar em campo”, explicou.

Ele comentou sobre a arbitragem da partida contra o Corinthians e o lance com Ralf onde o árbitro não marcou o pênalti: “Na hora que vi que fez o gesto de olhar o VAR, falei: “Não tem como ele não marcar pênalti”. Acho que o árbitro errou. Não só eu que estou falando, mas a maioria de vocês concorda comigo. Mas é passado, já aconteceu, esperamos que não volte a ocorrer mais. Não só com a gente, mas com outros clubes também. Cabeça agora está no Botafogo”. 

OUÇA A ENTREVISTA

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*